Versão mobile

09/12/2011 | 14h25

Defesa Civil de Joinville está em alerta após as chuvas

Previsão é de temporais para esta sexta-feira, com chances de novos alagamentos

Enviar para um amigo
Defesa Civil de Joinville está em alerta após as chuvas Rodrigo Philipps/Agencia RBS
Volume de água que caiu sobre Joinville variou entre 70 e 100 mm Foto: Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Nesta sexta-feira pela manhã a Defesa Civil já recebeu informações de três ocorrências em Joinville. Uma delas foi na madrugada, mas terminou na manhã. Um muro caiu num rio na rua Adolfo Konder, no bairro Floresta. Equipes da Defesa Civil estiveram na madrugada junto com bombeiros no local mas não havia o que fazer. Somente pela manhã foram conferir os estragos.

Ainda na zona Sul, duas ocorrências marcaram a manhã seguinda às chuvas. Houve um deslizamento atrás de uma casa na rua Schroeder, no Jarivatuba. O outro foi no Paranaguamirim, na rua Natan Amorim Vieira.

Segundo o coordenador de prevenção da Defesa Civil, Milton Farikoski, a situação é de alerta porque há mais riscos de temporais até o fim do dia.

Na quinta-feira, em menos de três horas, o volume de água que caiu sobre Joinville variou entre 70 e 100 mm. A região do Guanabara foi a mais atingida com 100 mm de chuva entre 21 e 23 horas. E perto do Ceasa foi a com menos, com 58 mm.

Já os alagamentos atingiram dez bairros de Joinville. Estiveram com pontos de enchente Centro, América, Floresta, Itaum, Adhemar Garcia, Anita Garibaldi, Fátima, Atiradores, Paranaguamirim e Nova Brasília. Em todos todos estes lugares, a água já tinha baixado na sexta-feira.

Notícias Relacionadas

09/12/2011 | 09h47

Defesa Civil de Joinville registra queda de muro e árvores

Em consequência das chuvas de quinta-feira, órgão trabalha na remoção de entulhos e árvores

09/12/2011 | 06h31

Fim de semana será de tempo instável em Santa Catarina

Nesta sexta-feira, deve ocorrer pancadas de chuva, principalmente entre tarde e noite

Comentar esta matéria Comentários (1)

carlos roberto

As enchentes da noite de ontem foram comprovadamente potencilizadas pelo estado precario dos canais em função da paralização das obras , ou melho da piora da situação provocada pela Cia Aguas de Jlle. Onível atingido foi superior ao de outrs enchurradas muito maiores do passado.

09/12/2011 | 18h31 Denunciar

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDefesa do acusado de matar Mara Tayana Decker apela no TJ contra júri popular http://t.co/1Dqxxfzu3Ihá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVigilância Epidemiológica de SC orienta unidades de saúde como tratar casos suspeitos do vírus Ebola http://t.co/FWjcao1h39há 2 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros