Fundema investiga morte de peixes em Joinville - A Notícia

Versão mobile

20/09/2010 | 21h49

Fundema investiga morte de peixes em Joinville

Técnicos coletaram amostras de água e peixes para apurar a causa da mortandade

Fundema investiga morte de peixes em Joinville Cleber Gomes/
Segundo o fiscal da Fundema Carlos Kraus, só depois da análise laboratorial será possível afirmar a causa da morte dos peixes Foto: Cleber Gomes
A Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema) de Joinville investiga a causa da morte de milhares de peixes na região do Morro do Amaral. Nesta segunda-feira à tarde, técnicos da Fundema coletaram amostras de água e peixes para apurar a causa da mortandade. O resultado do laudo deve sair em sete dias.

Enquanto isso, pescadores seguem preocupados com o prejuízo e as proporções d e um possível desastre ambiental. Os peixes são de uma mesma espécie chamada moçorongo, típica da região de manguezal, muito utilizada pelos pescadores como isca.

— E camarões e siris também sumiram — diz o presidente da associação de pescadores do Morro do Amaral, Pedro Rosalvo.

— Em agosto, já tinha encontrado alguns, mas, desde a última sexta-feira, o volume de peixes mortos às margens da baía da Babitonga só aumenta — conta o pescador e morador da região há mais de 20 anos.

— O cheiro está se tornando insuportável — reclama.

Os pescadores desconfiam que as mortes possam estar relacionadas às obras de construção do Porto de Itapoá ou aos procedimentos de dragagem do canal de acesso ao porto de São Francisco do Sul.

Segundo pescadores, os peixes podem ter morrido em função dessas intervenções e foram trazidos pela maré para a região do Morro do Amaral. Mas ainda não está descartada a hipótese de que os peixes tenham morrido em função do despejo de efluentes industriais e esgoto doméstico na baia.

Segundo o fiscal da Fundema Carlos Kraus, só depois da análise laboratorial será possível afirmar a causa da morte dos peixes.

— Os moradores foram orientados a não consumir os peixes e enterrá-los, para minimizar o problema do cheiro — diz.

AN.COM.BR

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRejane: leilão beneficente vai ajudar crianças que precisam ter acesso à cirurgia https://t.co/vDXX6IP0gY #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Águas de Joinville vai decidir o que fazer por causa da seca  https://t.co/p4JQySMAby #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros