Piazza Italia tem data para fechar em Joinville - A Notícia

Versão mobile

13/10/2009 | 07h29

Piazza Italia tem data para fechar em Joinville

Depois de oito anos, restaurantes e salões de eventos param de funcionar no final de dezembro

Piazza Italia tem data para fechar em Joinville Rogerio da Silva/
Empreendimento no bairro Anita Garibaldi, onde foi investido mais de R$ 1 milhão, chegou a abrigar três restaurantes especializados em cozinha italiana Foto: Rogerio da Silva
Um dos complexos de gastronomia e cultura de Joinville está com data para fechar as portas. A Piazza Italia, conhecida pelos restaurantes especializados em massas e pelos salões de eventos, vai encerrar as atividades gastronômicas no final de dezembro. O dono do local, Moacir Bogo, explica que as atividades não são mais viáveis pelo excesso de concorrência e de informalidade no ramo.

— O nosso momento passou. Hoje as atividades gastronômicas estão concentradas em outro eixo mais central — explica.

Bogo se refere às ruas Visconde de Taunay, Ministro Calógeras e Max Colin que concentram a maior parte das opções da cidade. O empresário ainda não revela o que será feito do local.

— Estamos estudando algumas propostas, mas não temos nada decidido. Provavelmente será algo voltado para a prestação de serviços.

A retomada das atividades deve acontecer no ano que vem, mas sem data definida. Além dos restaurantes e salões de eventos, a Piazza Italia também abriga o Museu do Ferro de Passar com mais de 400 peças. O destino do espaço cultural também é uma incógnita.

— Pode ser que ele continue lá — diz.

Projetada para ter três restaurantes, hoje a Piazza Italia trabalha com dois empreendimentos — Al Borgo Trattoria e o Nonno Beppi Ristorante —, um aberto à noite e o outro ao meio-dia.

Os estabelecimentos estão arrendados desde o ano passado pelo chef Marcos Fritzke, que após dezembro vai se dedicar às atividades gastronômicas da Sociedade Harmonia-Lyra, onde também é responsável, e à empresa especializada em serviço de buffet para eventos.

O local foi inaugurado em março de 2001 em parceria com o Circolo Italiano de Joinville e com a promessa de se tornar uma das mais importantes casas para o turismo da região. Na época, o investimento chegou a R$ 1 milhão.

O espaço tem cerca de 1,8 mil m², dois salões de eventos, capela ecumênica, espaço cultural, dois restaurantes e vinoteca. Vitrais com réplicas e reproduções de obras do pintor Leonardo da Vinci feitas na Escola Centro de Cultura Italiana de Curitiba fazem parte da decoração.

A NOTÍCIA

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC conhece nesta sexta seu adversário na Copa do Brasil https://t.co/nevcKhkLFs #LeianoANhá 18 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona vence o Concórdia e está a um empate do título catarinense https://t.co/eHSjjHnyOC #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca