Libertados 79 adolescentes sequestrados em zona anglófona de Camarões - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Yaoundé07/11/2018 | 13h56

Libertados 79 adolescentes sequestrados em zona anglófona de Camarões

AFP
AFP

Os 79 adolescentes sequestrados na segunda-feira em uma escola protestante de Bamenda, no noroeste anglófono de Camarões, foram libertados - informou o ministro camaronês da Comunicação, Issa Bakary Tchiroma, nesta quarta.

"Os 79 alunos foram libertados", declarou Tchiroma, sem dar detalhes sobre as condições da libertação.

Os alunos da Escola de Ensino Médio Presbiteriana de Bamenda haviam sido sequestrados junto com três funcionários dessa instituição.

"Não sei ainda qual é a situação dos três membros do pessoal", afirmou o ministro.

Este tipo de sequestro era inédito no Camarões, diferentemente do que acontece no país vizinho, a Nigéria, onde o grupo extremista Boko Haram sequestrou 200 adolescentes de um internado em 2014. O ato chocou o mundo inteiro.

A libertação dos adolescentes foi anunciada um dia depois da posse, em Yaundé, do presidente Paul Biya, de 85, para um sétimo mandato consecutivo após 36 anos no poder.

Em um vídeo de 6 minutos obtido pela AFP antes da libertação, 11 garotos na faixa dos 15 anos de idade diziam seus nomes, em voz alta e em inglês, afirmando que haviam sido sequestrados pelos "Amba boys", um grupo armado de separatistas anglófonos.

Contudo, a identidade exata dos sequestradores e as condições da libertação não estão claras.

Nas duas regiões anglófonas de Camarões, no noroeste e no sudoeste, vive-se uma crise sociopolítica sem precedentes desde o final de 2016. Um ano depois, transformou-se em conflito armado.

Desde o início do conflito no final de 2017, os separatistas boicotam as escolas, porque acreditam que o sistema francófono marginaliza os estudantes da minoria anglófona.

O reverendo Foki Samuel Forba, um funcionário local da Igreja presbiteriana, explicou na terça-feira que negociou a libertação dos estudantes com os sequestradores, que não exigiram um resgate, mas o fechamento da escola.

A Igreja presbiteriana indicou que a escola permanecerá fechada "até novo aviso".

Nos últimos meses, várias escolas foram atacadas por grupos armados. Seis estudantes foram sequestrados em outro instituto em Bamenda.

Segundo as autoridades, apenas uma em cada quatro crianças conseguiu iniciar o ano letivo na região de língua inglesa do sudoeste do país.

Após as eleições presidenciais de 7 de outubro, em que poucos eleitores anglófonos participaram, os ataques se intensificaram no noroeste e no sudoeste. Quase todos os dias há confrontos entre o exército e os separatistas, reunidos em grupos dispersos na selva equatorial.

A libertação dos adolescentes foi anunciada um dia após a posse em Yaundé do presidente Paul Biya, de 85 anos, para um sétimo mandato consecutivo.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJovem consegue fugir em Balneário Camboriú após suspeita de sequestro em Joinville https://t.co/lSKUOpOdsf #LeianoANhá 8 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJovem é libertada em Balneário Camboriú após suspeita de sequestro em Joinville https://t.co/Dh8D450ixA #LeianoANhá 9 horas Retweet
A Notícia
Busca