Pompeo chega a Ancara para abordar caso de jornalista saudita desaparecido - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Ancara17/10/2018 | 06h09

Pompeo chega a Ancara para abordar caso de jornalista saudita desaparecido

AFP
AFP

O secretário de Estado americano Mike Pompeo desembarcou nesta quarta-feira em Ancara, procedente da Arábia Saudita, para abordar com as autoridades turcas o desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi em Istambul.

Pompeo se reunirá com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e com o ministro das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu.

O desembarque do chefe da diplomacia americana coincide com a publicação na imprensa turca de revelações segundo as quais o jornalista foi torturado e assassinado por agentes sauditas no consulado de seu país em Istambul no dia 2 de outubro.

Pompeo afirmou mais cedo que os dirigentes sauditas não excluirão ninguém da investigação do desaparecimento do jornalista.

Os líderes sauditas "prometeram exigir explicações de todas as pessoas cuja investigação indique que devem prestar contas", declarou Pompeo a jornalistas antes de viajar para Ancara.

Ao ser questionado se este compromisso envolveria até os membros da família real saudita, Pompeo respondeu: "Não fizeram qualquer exceção sobre quem deverá prestar contas e foram muito claros".

"Foram muito claros", insistiu Pompeo. "Compreendem a importância deste problema, estão decidido a seguir até o fim das investigações".

Pompeo foi enviado em caráter de urgência a Riad pelo presidente americano Donald Trump para reuniões com os governantes sauditas sobre o desaparecimento do jornalista saudita, um caso que tem grande repercussão mundial.

Em Riad, Pompeo se reuniu com o rei Salman e com seu filho, o príncipe herdeiro Mohamed bin Salman.

Jamal Khashoggi - um jornalista crítico do poder saudita e que trabalhou para o jornal The Washington Post - se apresentou ao consulado da Arábia Saudita em Istambul no dia 2 de outubro e desde então está desaparecido.

Segundo funcionários turcos, o jornalista, exilado nos Estados Unidos desde 2017 e uma "pedra no caminho" do príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, foi assassinado no consulado por agentes de Riad.

sct/ezz/erl/zm/fp

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona vence o São Lourenço e está nas semifinais do Campeonato Catarinense https://t.co/CcVz9twQ8R #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConselheiro pede a expulsão de ex-presidente do JEC do quadro associativo https://t.co/rbzp1BKQsp #LeianoANhá 2 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca