Missão palestina em Washington fecha as portas - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Washington13/09/2018 | 21h15

Missão palestina em Washington fecha as portas

AFP
AFP

A missão diplomática palestina em Washington, que o governo de Donald Trump ordenou fechar, encerrou suas operações nesta quinta-feira com a esperança de que este "triste momento" seja somente um breve parênteses.

"Hoje é a data limite que nos deram" para fechar, disse o representante da Organização para a Libertação Palestina (OLP), Hossam Zomlot, em um vídeo publicado no Facebook dirigido ao "grande povo americano".

Seja por uma coincidência no calendário ou por uma escolha simbólica, a data escolhida pelo governo americano para o fechamento coincide com o 25º aniversário da assinatura, na Casa Branca, dos Acordos de Oslo, entre os dois dirigentes daquela época: o primeiro-ministro israelense, Yitzhak Rabin, e o chefe da OLP, Yasser Arafat.

Hossam Zomlot denunciou que a decisão era "infeliz e vingativa". "A administração de Trump nos deu somente duas opções: perder nossa relação com eles ou perder nossos direitos como nação. Nosso presidente, nossos dirigentes e o povo palestino escolheram nossos direitos", explicou o escritório do embaixador palestino nos Estados Unidos.

Ele também disse aos "milhões de americanos que foram e continuarão sendo amigos da Palestina": "Que este triste momento seja breve para que rapidamente voltemos a ser um símbolo e um exemplo da relação histórica entre palestinos e americanos".

O Departamento de Estado anunciou na segunda-feira sua decisão de fechar o escritório de representação da OLP, ao acusar os líderes palestinos de se negarem a falar com a administração de Trump e começar a negociar a paz com Israel.

A Autoridade Palestina congelou o contato com o governo americano depois que o presidente Trump reconheceu, em dezembro, Jerusalém como a capital de Israel. Washington depois multiplicou as medidas, cortando a maior parte de sua ajuda aos palestinos.

Paralelamente, a Casa Branca assegurou estar preparando um plano de paz, cujo conteúdo não foi revelado, com o qual Trump espera, apesar de tudo, alcançar um "acordo final" entre israelenses e palestinos.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira áudio com as propostas dos candidatos ao governo de SC para Joinville e região https://t.co/dKdUy7lj8v #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaComerciantes aprovam retirada dos tapumes na praça Dario Salles, em Joinville https://t.co/h7XTojF4R2 #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca