China convoca embaixador dos EUA por sanções militares - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Pequim22/09/2018 | 13h25

China convoca embaixador dos EUA por sanções militares

AFP
AFP

A China convocou o embaixador dos Estados Unidos, neste sábado (22), ao qual enviou um "protesto solene", em função das sanções de Washington a Pequim pela compra de armas russas - informou o "Diário do Povo", órgão do Partido Comunista.

Na quinta-feira (20), Washington anunciou a sanção, pela primeira vez, contra uma entidade estrangeira pela compra de armas russas, atingindo uma unidade das Forças Armadas chinesas pela aquisição de caças e de mísseis terra-ar.

Pequim reagiu no dia seguinte, manifestando sua "indignação" com as sanções.

O embaixador americano na China, Terry Branstad, foi convocado pelo vice-ministro de Relações Exteriores Zheng Zeguang, disse o "Diário do Povo" em sua edição on-line.

As sanções financeiras americanas afetam o Departamento de Desenvolvimento de Equipamentos do Ministério chinês da Defesa. Neste sábado, o órgão declarou que os Estados Unidos não têm direito de intervir nas relações "normais" entre dois Estados soberanos.

O gesto do governo Trump é "uma violação flagrante das regras fundamentais das relações internacionais" e "uma demonstração pura e simples de hegemonia", criticou o porta-voz do Ministério da Defesa, Wu Qian, em declarações à agência de notícias Xinhua.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidente entre carro e ônibus deixa um ferido em Joinville https://t.co/aH1hzgjIfn #LeianoANhá 53 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrefeitura realiza 1ª Caminhada Mexa-se Outubro Rosa em Joinville https://t.co/EeAK3fPRXe #LeianoANhá 1 horaRetweet

Mais sobre

A Notícia
Busca