Incêndio no sul da Califórnia cresce e autor pode ser condenado à perpétua - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Lake Elsinore10/08/2018 | 21h40

Incêndio no sul da Califórnia cresce e autor pode ser condenado à perpétua

AFP
AFP

"Continuamos em combate ativo mas não conseguimos levar vantagem em relação ao fogo", afirma o boletim dos bombeiros, nesta sexta-feira, sobre o incêndio florestal iniciado perto de San Diego por um homem que agora encara a possibilidade de prisão perpétua.

Holy, que arde na floresta nacional Cleveland, destruiu 7.300 hectares, levou à evacuação de mais de 21.500 pessoas e ao fechamento de várias escolas nos condados afetados.

Gordon Clark, de 51 anos, suspeito de ter iniciado o incêndio, foi apresentado nesta sexta-feira em uma corte de Santa Ana para que lhe informassem suas acusações criminais, que incluem incêndio com agravante de cinco ou mais estruturas habitadas, incêndio provocado de propriedade habitada, incêndio florestal intencional, ameaças criminosas e resistência à prisão.

Pode ser condenado a entre 10 anos de reclusão e prisão perpétua.

A audiência estava prevista para quinta-feira, mas Clark se negou a deixar sua cela.

O chefe dos bombeiros do condado de Orange, Shane Sherwood, disse que o incêndio começou "perto" da cabana de Clark em Holy Jim Canyon.

"Ainda estamos investigando como exatamente foi iniciado o fogo", disse Sherwood na quarta-feira.

Segundo testemunhas, as autoridades encontraram "provas físicas" que colocaram Clark como o principal suspeito.

Antes de ser preso, Clark disse que ele não tinha nada a ver com o incêndio.

As autoridades indicaram que "o incêndio continua impactando as comunidades". Até agora 7.500 casas de famílias foram evacuadas.

"O terreno íngreme e inacessível permitirá que o fogo se estenda a novas áreas", indicaram as autoridades no boletim desta sexta, que prevê "condições extremas para incêndios", com altas temperaturas e baixa umidade.

Cerca de 20 incêndios permanecem ativos neste estado, com mais de 14.000 bombeiros mobilizados para apagá-los, incluindo reforços da Austrália e Nova Zelândia.

O Complexo Mendocino, o maior incêndio da história da Califórnia, foi neutralizado em 52% após queimar 123.500 hectares, quase a área da cidade de Los Angeles.

Carr, o mais letal em atividade, com oito dos 10 falecidos em todo o estado e 1.600 estruturas destruídas, também estava contido em 51%.

* AFP

 
A Notícia
Busca