Procurador dos EUA denuncia 12 agentes russos por hackearem Partido Democrata - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Washington13/07/2018 | 17h18

Procurador dos EUA denuncia 12 agentes russos por hackearem Partido Democrata

AFP
AFP

Doze agentes russos de Inteligência foram denunciados nos Estados Unidos por pirataria de informática do partido Democrata em 2016, anunciou nesta sexta-feira (13) o procurador-geral adjunto, Rod Risenstein.

A denúncia foi elaborada pelo procurador especial Robert Mueller, que conduz uma investigação sobre a alegada ingerência da Rússia na campanha para as eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2016.

O anúncio dessas denúncias veio à tona a poucos dias da reunião do presidente Donald Trump com o chefe de Estado russo, Vladimir Putin, em Helsinque, na próxima segunda-feira.

De acordo com Rosenstein, os 12 agentes russos de Inteligência foram acusados de "conspirar para interferir nas eleições presidenciais de 2016", incluindo a pirataria dos e-mails internos do partido Democrata.

Tratou-se de uma "cyber-operação de grande escala" para roubar informação interna do partido Democrata, disse o funcionário, que informou que na denúncia não há nenhuma informação sobre a participação de algum cidadão americano.

Por isso, 11 dos agentes foram também acusados de "conspirar para invadir computadores, roubar documentos, e distribuir documentos na intenção de interferir" na eleição.

O outro agente foi acusado de "conspirar para infiltrar-se em computadores de entidades na organização das eleições".

Em março de 2016, em plena campanha eleitoral, o então presidente do Diretório Nacional do partido Democrata, John Podesta, recebeu um e-mail aparentemente verdadeiro, e ao lê-lo clicou em um link contido no documento.

O documento era falso e a partir dessa falha de segurança os que iniciaram o hackeamento se apoderaram de milhares de e-mails do partido, que posteriormente foram divulgados pelo site WikiLeaks.

Segundo as autoridades de inteligência dos EUA, o grupo de hackers 'Fancy Bear', que tem relações com a inteligencia russa, foi responsável do ataque.

A divulgação dos e-mails expôs as divisões no interior do partido Democrata em plena campanha eleitoral, e os esforços de sua direção para favorecer a candidata Hillary Clinton em detrimento do senador Bernie Sanders.

Nesta sexta-feira, Rosenstein disse que a denúncia não inclui "nenhuma alegação de que a conspiração mudou a contagem dos votos ou afetou o resultado da eleição".

- Pratos quebrados antes da cúpula -

De acordo com Rosenstein, ele mesmo informou Trump sobre as acusações antes de formular seu anúncio desta sexta, mas politicamente o dano já estava consumado ante a proximidade da reunião com Putin.

O líder da bancada do partido Democrata no Senado, Chuck Schumer, pediu imediatamente que o governo cancele a reunião com o presidente russo.

"O presidente Trump deve cancelar esta reunião com Vladimir Putin até que a Rússia dê passos demonstráveis e transparentes para garantir que não interferirá em futuras eleições", apontou o senador em uma nota oficial.

Insistir nessa reunião seria "um insulto à nossa democracia", acrescentou.

Dois senadores do partido Republicano, Ben Sasse e Rob Portman, também expressaram sua preocupação diante da gravidade dos anúncios de Rosenstein, mas não chegaram ao ponto de pedir que a reunião de Helsinki seja cancelada.

Um grupo de 15 membros democratas da Câmara de Representantes tornaram pública uma carta urgente a Trump pedindo que cancele a reunião com Putin.

Na mensagem, os legisladores alegaram que "o presidente Putin apenas oferecerá mentiras e promessas vazias".

Enquanto isso, Trump, que está em Londres, se referiu a essa situação durante um encontro com a imprensa, quando assegurou que discutirá com Putin as acusações de ingerência.

Para Trump, a investigação conduzida por Mueller sobre o papel da Rússia na eleição de 2016 e o suposto conluio com seu próprio comitê de campanha não é mais do que uma "caça às bruxas".

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona vence o São Lourenço e está nas semifinais do Campeonato Catarinense https://t.co/CcVz9twQ8R #LeianoANhá 28 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConselheiro pede a expulsão de ex-presidente do JEC do quadro associativo https://t.co/rbzp1BKQsp #LeianoANhá 29 minutosRetweet
A Notícia
Busca