Britânico envenenado com Novichok não está mais em condição crítica - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Londres11/07/2018 | 08h38

Britânico envenenado com Novichok não está mais em condição crítica

AFP
AFP

O britânico Charlie Rowley, de 45 anos, que foi exposto ao agente neurotóxico Novichok "não está mais em condição crítica", anunciou nesta quarta-feira o hospital de Salisbury (sudoeste de Inglaterra) onde ele está internado desde 30 de junho.

"Ele não está mais em condição crítica. Seu estado agora é grave, mas estável", afirmou a diretora do hospital, Lorna Wilkinson, citada em um comunicado.

O hospital informou na terça-feira que o paciente estava consciente.

"Charlie Rowley fez novos progressos durante a noite", disse Wilkinson. "Charlie ainda tem muito caminho a percorrer, mas os progressos que constatamos até agora nos deixam otimistas", completou.

Em um comunicado à parte, a polícia informou que conseguiu falar por alguns minutos com o paciente e que deve voltar a ouvi-lo nos próximos dias.

A companheira de Charlie Rowley, Dawn Sturgess, também envenenada por Novichok, faleceu no domingo, depois de passar oito dias no hospital. Sua morte levou as autoridades a abrir uma investigação por assassinato.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona vence o São Lourenço e está nas semifinais do Campeonato Catarinense https://t.co/CcVz9twQ8R #LeianoANhá 4 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConselheiro pede a expulsão de ex-presidente do JEC do quadro associativo https://t.co/rbzp1BKQsp #LeianoANhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca