Bombardeios israelenses 'em toda a Faixa de Gaza' - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Jerusalém20/07/2018 | 14h53

Bombardeios israelenses 'em toda a Faixa de Gaza'

AFP
AFP

Aviões e tanques israelenses bombardearam nesta sexta-feira (20) "alvos militares em toda a Faixa de Gaza", em resposta aos "tiros" visando tropas israelenses perto da fronteira com o enclave palestino, informou o Exército israelense em um comunicado.

Os tiros contra os soldados israelenses foram disparados durante "violentos distúrbios ao longo da cerca de segurança" que marca a fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza, segundo o Exército.

Segundo balanço do Ministério da Saúde, quatro palestinos morreram, dois deles perto de Jan Yunir, no sul da Faixa de Gaza, durante um ataque contra um posto de vigilância do Hamas - movimento islâmico que governa Gaza.

Um terceiro foi abatido pelo Exército israelense em Rafah, no sul do enclave palestino.

Um porta-voz da Forças Armadas israelenses informou em comunicado que aviões e tanques israelenses bombardearam, nesta sexta-feira, "alvos militares em toda a Faixa de Gaza", em resposta a disparos contra tropas israelenses perto da fronteira do enclave palestino.

Os disparos foram feitos durante "os violentos protestos ao lado da cerca de segurança" presente na fronteira entre Gaza e Israel, garantiu o Exército israelense, em resposta ao anúncio da morte de palestinos pelo Ministério da Saúde de Gaza.

Desde 30 de março, os palestinos protestam regularmente na região da fronteira para denunciar o bloqueio imposto por autoridades israelenses a Gaza e exigir o retorno dos refugiados palestinos expulsos em 1948 com a criação do Estado de Israel.

Mais de cem palestinos foram abatidos pelo Exército israelense durante os confrontos que começaram no fim de março. Nenhum israelense morreu nos últimos meses do conflito.

No fim de semana passado, aconteceu o pior confronto entre Israel e o Hamas desde a guerra de 2014.

Há pouco mais de uma semana, Israel endureceu sua resposta diante do lançamento de cometas e balões incendiários de Gaza, que incendiaram 2.600 hectares em território israelense, segundo o Estado judeu. Soldados israelenses disparam contra pessoas que lançavam esses artefatos nos últimos dias.

Neste contexto, p enviado especial da ONU para o Oriente Médio, Nickolay Mladenov, pediu nesta sexta-feira a Israel e ao Hamas palestino que se "afastem da beira do precipício" após o aumento da violência na Faixa de Gaza.

"Cada um na Faixa de Gaza deve se afastar do precipício. Não na próxima semana. Não amanhã. IMEDIATAMENTE", escreveu Mladenov no Twitter. "Aqueles que querem provocar uma guerra entre palestinos e israelenses não devem conseguir", acrescentou.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidente com ônibus que levava crianças deixa 11 feridos em Joinville https://t.co/6dlKpzsfnC #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidente com ônibus que levava crianças deixa nove feridos em Joinville https://t.co/9uuAC32Ldb #LeianoANhá 3 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca