Neandertais usavam sofisticadas estratégias de caça coletiva, diz estudo - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Paris25/06/2018 | 16h21

Neandertais usavam sofisticadas estratégias de caça coletiva, diz estudo

AFP
AFP

Os neandertais eram capazes de sofisticadas estratégias de caça coletiva, de acordo com uma análise de restos de animais pré-históricos da Alemanha que contradiz a percepção de longa data de que esses humanos primitivos eram brutamontes.

As marcas de cortes - ou "lesões de caça" - nos ossos de dois cervos de 120 mil anos fornecem as primeiras evidências concretas de que tais armas eram usadas para perseguir e matar presas, segundo um estudo publicado na revista Nature Ecology and Evolution.

Imagens microscópicas e experimentos balísticos reproduzindo o impacto dos golpes confirmaram que pelo menos um foi dado com uma lança de madeira a baixa velocidade.

"Isso sugere que os neandertais se aproximavam muito dos animais e empurravam, não jogavam, suas lanças contra eles, provavelmente de um ângulo com a mão por baixo", disse Sabine Gaudzinski-Windheuser, pesquisadora da Universidade Johannes Gutenberg de Mainz, na Alemanha.

"Essa forma confrontativa de caça exigia planejamento e dissimulação cuidadosos, e uma estreita cooperação entre caçadores individuais", disse à AFP.

Os neandertais viveram na Europa de cerca de 300.000 a 30.000 anos atrás, quando foram extintos. Por muito tempo se pensou que esses nossos primos - europeus e asiáticos modernos têm cerca de 2% de DNA de Neandertal - não eram espertos o suficiente para competir e que careciam de cultura simbólica, uma característica supostamente exclusiva dos humanos modernos.

Mas descobertas recentes revelaram uma espécie com mais inteligência e 'savoir faire' do que se suspeitava.

Eles enterravam seus mortos de forma ritual, criavam ferramentas e pintavam afrescos de animais em paredes de cavernas pelo menos 64.000 anos atrás, 20.000 anos antes do homo sapiens chegar à Europa.

Os homininis - termo que inclui as primeiras espécies humanas e a nossa - provavelmente começaram a caçar com armas há mais de meio milhão de anos.

Os bastões de madeira de entre 300.000 e 400.000 anos de antiguidade encontrados na Inglaterra e na Alemanha são os mais antigos utensílios semelhantes a lanças provavelmente usados para matar presas. Mas até agora não havia evidência física em relação ao seu uso.

A nova descoberta na região de Neumark-Nord da Alemanha elimina essa dúvida, disse Gaudzinski-Windheuser.

"No que diz respeito ao uso de lança, agora finalmente temos a 'cena do crime' ajustada à proverbial 'prova concreta'", disse.

Escavações na margem do lago no mesmo local desde a década de 1980 revelaram dezenas de milhares de ossos de grandes mamíferos, assim como milhares de artefatos de pedra, atestando uma florescente presença de neandertais no que era um ambiente de floresta durante um período interglacial de 135.000 e 115.000 anos atrás.

Os velhos ossos de cervos examinados para o estudo foram desenterrados há mais de 20 anos, mas novas tecnologias ajudaram a desvendar seus segredos: quais ferimentos foram letais, que tipo de arma foi usada e se as lanças foram jogadas à distância ou empurradas de perto.

O dano causado também foi especialmente pronunciado, tornando "possível a replicação e análise do estilo forense neste artigo", escreveu Annemieke Milks, pesquisadora do Instituto de Arqueologia da University College London, também na Nature Ecology and Evolution.

Ela acrescentou que deve-se considerar a possibilidade de que os neandertais também atirassem suas lanças.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSecretaria de Educação oferta nova vaga para o menino agredido na saída de uma escola em Mafra https://t.co/4lkvFIUvzG #LeianoANhá 5 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVara exclusiva para julgamento de homicídios deve diminuir processos pendentes em Joinville https://t.co/j1FGzZNsSY #LeianoANhá 8 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca