Arcebispo australiano acusado de acobertar pedofilia se afasta do cargo - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Sydney23/05/2018 | 01h11

Arcebispo australiano acusado de acobertar pedofilia se afasta do cargo

AFP
AFP

O arcebispo australiano Philip Wilson anunciou nesta quarta-feira o afastamento de suas funções, após ter sido declarado culpado de acobertar abusos sexuais contra um menor nos anos 1970.

Philip Wilson, de 67 anos, foi declarado culpado na terça-feira por encobrir abusos sexuais de um conhecido padre pedófilo, Jim Fletcher, em Nova Gales do Sul, ao não informar as denúncias da vítima.

Durante o julgamento, não se questionou que Fletcher, já falecido, abusasse sexualmente do coroinha Peter Creigh, mas, sim, o fato de Wilson, então um jovem padre, não ter feito nada a respeito quando foi informado.

Wilson, que sempre negou as acusações, declarou que enquanto analisa a situação com seus "assessores legais", é "conveniente (...) me afastar das minhas responsabilidades de arcebispo".

"Se em algum momento for necessário ou conveniente para mim adotar medida mais formal, como minha demissão do cargo de arcebispo, farei isto".

A condenação de Wilson representa uma dor de cabeça adicional para o papa Francisco, cujo pontificado está marcado pelas denúncias de abusos sexuais entre padres católicos de vários países.

Na semana passada, 34 bispos chilenos anunciaram sua renúncia por um escândalo de pedofilia.

Vários membros da cúpula eclesiástica chilena foram acusados pelas vítimas de ignorarem e acobertarem os abusos do padre pedófilo Fernando Karadima nos anos 1980 e 1990.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC vence o Fluminense e volta à zona de classificação da Copa Santa Catarina https://t.co/Kbta84L1Hy #LeianoANhá 2 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEstudantes da Udesc Joinville conquistam 1º lugar na etapa sul de montagem de veículo off-road https://t.co/742to77fkZ #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca