Pentágono afirma que atingiu com sucesso todos os alvos na Síria - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Washington14/04/2018 | 11h38

Pentágono afirma que atingiu com sucesso todos os alvos na Síria

AFP
AFP

Os ataques seletivos realizados por forças dos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha na Síria conseguiram atingir os alvos que foram estabelecidos e atrasarão o programa sírio de armas químicas em anos, afirmou neste sábado o Pentágono.

"Nós atingimos com sucesso todos os alvos", disse a porta-voz do Pentágono, Dana White, contra-atacando a versão da Rússia de que dezenas de mísseis foram interceptados.

Para ela, os ataques foram "justificados, legítimos e proporcionais".

As operações militares foram uma reposta à alegada responsabilidade do governo da Síria pelo uso de armas químicas na semana passada na cidade de Duma, em Ghuta Oriental.

"Nós não buscamos um conflito na Síria, mas não podemos permitir violações tão graves da lei internacional", completou a porta-voz em uma entrevista coletiva.

O general Kenneth McKenzie, também presente na entrevista coletiva, afirmou que três locais que são "componentes fundamentais da infraestrutura de armas químicas do regime" foram atingidos

Ao ser questionado se as instalações serviam para produzir gás sarin ou cloro, McKenzie apenas comentou que se tratava "um pouco dos dois".

A operação foi "precisa, esmagadora e eficaz", completou o general, antes de afirmar que isto vai atrasar o programa sírio de armas químicas em "anos"

De acordo com o general McKenzie, as defesas antiaéreas da Rússia na Síria não foram utilizadas.

O exército russo afirmou neste sábado que o sistema antiaéreo da Síria interceptou 71 dos 103 mísseis de cruzeiro lançados pelos três países ocidentais.

McKenzie disse que os mísseis sírios de interceptação foram lançados quando os ataques dos três países ocidentais já haviam acabado.

O Pentágono justificou a decisão de não apresentar qualquer evidência da suposta responsabilidade síria em Duma, alegando que obteve esta certeza por meio de ações de inteligência e, portanto, a informação é confidencial.

"Isto está relacionado com a inteligência. Ficarei feliz de mostrar evidência quando eu puder. Mas temos muita confiança na decisão que tomamos", disse White.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaComunidade uniu forças para crianças participarem do Festival de Dança de Joinville https://t.co/oj1u8UAcO6 #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPresidente do JEC fala em reestruturação completa do clube após iminente rebaixamento https://t.co/RNbHKGM7Ny #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca