Legislativo do Kentucky aumenta financiamento escolar após greve de professores - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Chicago13/04/2018 | 21h18

Legislativo do Kentucky aumenta financiamento escolar após greve de professores

AFP
AFP

Os professores que fizeram greve em Kentucky (sudeste) conseguiram uma importante vitória nesta sexta-feira (13) depois que os legisladores do estado aprovaram recursos de 480 milhões de dólares, que incluem uma injeção no financiamento das escolas públicas.

O Legislativo do Kentucky anulou o veto inicial do governador Matt Bevin ao projeto de gastos para os próximos dois anos.

O orçamento final aumenta o financiamento base às escolas para 4 mil dólares por estudante, frente aos atuais 3.981 dólares, e também financia custos de transporte e de seguro médico dos funcionários, anteriormente a cargo dos distritos escolares locais.

Mais cedo, professores de Oklahoma tinham abandonado os colégios e haviam se mobilizado para a capital, Frankfort, no mais recente episódio de uma onda de protestos que sacudiu os estados governados pelos republicanos.

Na quinta-feira haviam terminado com uma histórica greve de duas semanas declarando vitória, embora o Congresso regional - de maioria republicana - tenha aprovado somente uma fração dos 200 milhões de dólares que exigiam em recursos adicionais às escolas em três anos.

As manifestações das últimas duas semanas revelaram as terríveis condições de algumas escolas públicas e os péssimos salários dos docentes em vários estados dos Estados Unidos, depois de anos de cortes orçamentários que começaram após a crise econômica de 2008.

Muitos necessitam ter outros trabalhos para poder sobreviver.

No Arizona, somente a ameaça de uma greve de professores parece ter sido o suficiente para mudar a opinião do governador republicano Doug Ducey sobre um aumento nos salários dos educadores. Ducey anunciou na quinta-feira um plano de 20% de aumento para os professores.

Docentes da Virgínia Ocidental receberam seu primeiro aumento em quatro anos no mês passado, após uma greve de nove dias.

Nesta sexta-feira, milhares de professores estavam em Frankfort, segundo o sindicato de professores Kentucky Education Association (KEA).

"O slogan do dia, o pensamento do dia, a mensagem aos legisladores é: financiem nosso futuro", disse o porta-voz do KEA, Charles Main, à AFP.

Os educadores prometeram retornar no sábado, último dia da sessão legislativa, para garantir que todas as suas demandas tenham sido levadas em conta.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira o obituário de 1, 2 e 3 de dezembro de 2018 https://t.co/PV6Lzm289T #LeianoANhá 9 diasRetweet
A Notícia
Busca