Israel liberta mais de 200 migrantes africanos da prisão - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Jerusalém15/04/2018 | 18h12

Israel liberta mais de 200 migrantes africanos da prisão

AFP
AFP

Mais de 200 migrantes africanos detidos em uma prisão no sul de Israel foram libertados neste domingo depois de uma decisão da Suprema Corte do país, informou à AFP o serviço de imigração.

As autoridades israelenses transferiram em fevereiro para a prisão de Saharonim migrantes africanos detidos em outro centro próximo, o de Holot, e que se negavam a deixar o país.

Os serviços de imigração anunciaram que as libertações foram feitas "em virtude de uma (recente) decisão da Suprema Corte" e porque "ainda estão em curso as negociações entre o Estado de Israel e um terceiro país" para receber os migrantes.

A Suprema Corte ordenou na semana passada a libertação dos migrantes caso não se chegasse a nenhum acordo entre Israel e um terceiro país disposto a recebê-los.

O governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, anunciou que planejava deportar cerca de 40.000 migrantes africanos a um terceiro país não identificado, na maioria sudaneses e eritreus.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira o obituário de 1, 2 e 3 de dezembro de 2018 https://t.co/PV6Lzm289T #LeianoANhá 9 diasRetweet

Mais sobre

A Notícia
Busca