Principal partido pró-curdo da Turquia substitui dirigente preso - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

 

Ancara11/02/2018 | 14h29

Principal partido pró-curdo da Turquia substitui dirigente preso

AFP
AFP

O principal partido pró-curdo da Turquia escolheu neste domingo (11) sua nova cúpula para substituir o seu carismático líder preso, Selahattin Demirtas, visando as eleições nacionais cruciais de 2019.

Os quase 800 delegados do Partido Democrático do Povo (HDP), reunidos em congresso em Ancara, elegeram Pervin Buldan e Sezai Temelli como copresidentes. O HDP, que se apresenta na vanguarda dos temas feministas, coloca nos cargos de responsabilidade um homem e uma mulher.

Temelli, ex-deputado de 54 anos, substitui Demirtas, de 44, que esteve durante oito anos à frente do partido.

Buldan, de 50 anos, deputada e vice-presidente do grupo HDP no Parlamento, sucede Serpil Kemalbay, nomeada em maio para substituir Figen Yüksekdag, que foi presa e inabilitada como deputada.

O HDP é o único partido com membros no Parlamento que se opõe à ofensiva militar da Turquia no enclave sírio de Afrin, com o qual Ancara quer expulsar uma milícia curda que considera uma organização "terrorista".

"A solução não é a guerra, é a paz", declarou Buldan em discurso feito neste domingo para milhares de militantes.

As autoridades turcas acusam o HDP de ser a vitrine política do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), qualificado de "terrorista" por Turquia, União Europeia e Estados Unidos.

Mas o partido, terceira formação mais importante no Parlamento, nega as acusações.

Várias imagens de Abdullah Ocalan, líder do PKK, detido em 1999, foram mostradas no telão durante o congresso.

A designação dos líderes do partido é particularmente importante visando as eleições legislativas e presidenciais de novembro de 2019.

No entanto, muitos duvidam que o HDP possa repetir a surpresa de 2015, quando venceu 80 cadeiras nas legislativas de junho, tirando a maioria absoluta do Partido de Justiça e Desenvolvimento (AKP, no poder). Nas eleições convocadas para novembro daquele mesmo ano, o HDP perdeu 21 cadeiras.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEducação amplia espaço para jovens do campo em Joinville https://t.co/aSegPscWVR #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaViver no campo é uma opção para mais de 4 mil jovens em Joinville https://t.co/E2eY9NTv9A #LeianoANhá 8 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca