Jovem que ameaçou atirar em escola na Califórnia tinha arsenal - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

 

Los Angeles21/02/2018 | 19h19

Jovem que ameaçou atirar em escola na Califórnia tinha arsenal

AFP
AFP

Um adolescente ameaçou, em meio a uma discussão com um professor, realizar um ataque a tiros em sua escola em Los Angeles, o que levou as autoridades a revistarem sua casa, onde encontraram um arsenal.

O xerife do condado, Jim McDonnell, informou nesta quarta-feira (21) que na operação encontraram dois fuzis AR-15 - o mesmo tipo usado há um semana no massacre de uma escola na Flórida -, duas pistolas e 90 carregadores com munição de alta capacidade.

A discussão entre o jovem - que foi detido - e seu professor aconteceu na sexta-feira, apenas dois dias depois de Nikolas Cruz matar 17 pessoas na escola da cidade de Parkland, uma pequena localidade vizinha a Miami.

Um segurança, Mariano Chávez, ouviu a alarmante ameaça do rapaz. Incomodado com as regras da escola sobre o uso de celulares e fones de ouvido, o jovem disse que ia "atirar na escola em algum momento nas próximas três semanas". O colégio fica na cidade de South Whittier, nos arredores de Los Angeles.

"O jovem de 17 anos tinha uma longa história de problemas de disciplina na escola", declarou McDonnell.

Neste momento, ele foi confrontado por Chávez. O jovem confirmou o que disse e se desculpou, afirmando que era apenas uma brincadeira.

"Eu disse: 'Bom, você não pode ficar dizendo essas coisas na escola'", contou o segurança. Ele preferiu, contudo, alertar o xerife para "prevenir o que poderia ser outro evento trágico".

"O departamento do xerife só pode agir se houver denúncia", acrescentou, citado pela imprensa.

Após o massacre na Flórida, autoridades estão em alerta a qualquer tipo de ameaça, sobretudo depois de o FBI ignorar um aviso sobre Cruz.

McDonell garantiu que a seriedade da ameaça não está clara, mas a investigação foi aberta de qualquer forma, pois "o principal interesse é que algo como isso (o massacre da Flórida) não ocorra". "Cada vez que temos a chance de prevenir algo assim, todos nos sentimos muito aliviados".

O estudante foi detido sob suspeita de fazer ameaças criminais e seu irmão - um veterano de guerra de 28 anos - por várias acusações de posse ilegal de armas.

"Duas armas semiautomáticas estavam registradas no endereço de sua residência", mas seu irmão declarou que eram suas. Efetivamente, um dos AR-15 estava em seu nome, mas o outro não, o que corresponde a um crime.

Na terça, a polícia de Inglewood, outra cidade vizinha a Los Angeles, informou que investigava uma ameaça contra estudantes da escola pelas redes sociais. O autor das mensagens foi detido.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC vence Tombense de virada e ganha fôlego na luta contra o rebaixamento na Série C https://t.co/2So953oMNy #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC é liberado pela Justiça Desportiva de atender à solicitação da Polícia Militar https://t.co/maoHLXWUE8 #LeianoANhá 1 diaRetweet
A Notícia
Busca