Ano do Cão: as garras estarão de fora, preveem mestres do feng shui - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

 

Hong Kong14/02/2018 | 12h29

Ano do Cão: as garras estarão de fora, preveem mestres do feng shui

AFP
AFP

Os próximos 12 meses serão tudo menos um passeio tranquilo para os líderes mundiais, de acordo com as previsões dos mestres do feng shui de Hong Kong sobre o Ano do Cão que se anuncia no calendário lunar chinês.

Nascido em 1946, outro Ano do Cão, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, poderá enfrentar uma onda de azar em 2018, afirmam esses respeitados mestres, enquanto a China celebra na sexta-feira a entrada no novo ano.

A arte do feng shui - que significa vento e água - ainda tem uma grande influência na Ásia. Os habitantes seguem seus princípios para organizar sua casa ou escritório e tomar decisões, na esperança de maximizar seu bem-estar, sorte e fortuna.

Baseia-se numa filosofia antiga que considera que todos os eventos são o produto de um equilíbrio sutil entre os cinco elementos que compõem o universo: metal, madeira, água, fogo e terra.

A data de nascimento de Donald Trump faz dele um "cão de fogo", mas o ano de 2018 é o do "cão da terra", elementos que não caminham bem juntos.

De acordo com Thierry Chow, que pratica a adivinhação na antiga colônia britânica devolvida em 1997 sob a tutela chinesa, o elemento "fogo" do sinal do ocupante da Casa Branca queimará e afetará sua saúde.

- 'Desequilíbrios' -

O fogo também representa o discurso e as declarações do presidente americano que podem provocar "verdadeiros problemas" com consequências tangíveis, afirma à AFP. "Os elementos serão muito fogo e muita terra, haverá desequilíbrios em seu destino".

Chow utiliza o sistema de nove estrelas voadoras da tradição do feng shui, com base na posição das constelações.

Ela prevê novas tensões entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, afligida pela quinta estrela, a mais maléfica.

Também adverte sobre um mal-entendido entre Donald Trump e a China sobre questões espinhosas relativas ao comércio e à economia. "A sétima estrela cai no leste", na Ásia. "Esta estrela afeta a comunicação, provoca fofocas e mal-entendidos".

Em Hong Kong, o feng shui é onipresente. Muitas pessoas recorrem aos mestres do feng shui para decidir sobre a data do casamento ou a compra de um apartamento.

As grandes empresas empregam seus próprios consultores de feng shui que fornecem conselhos de decoração ou de investimento.

Todos os anos, a CLSA, uma das principais corretoras da Ásia, publica seu próprio termômetro "feng shui", algo um tanto irônico para o mundo dos negócios.

Para 2018, os setores da internet, serviços e tecnologias vão fluir facilmente, aponta CLSA. Estas são indústrias "ligadas ao fogo" e se destacarão particularmente bem entre maio e julho.

- 'Energia real' -

No entanto, com uma Bolsa de Valores de Hong Kong que evolui tensamente, a corretora aconselha os investidores a manter a cabeça fria durante o ano do cachorro.

"O cão representa fidelidade e dever, e simboliza defesa e proteção", diz ela. "Os empresários têm que ficar com seus clientes mais leais e os investidores fariam bem de não ter olhos maiores que os estômagos".

Longe da política e das finanças, Chow prevê um casamento bem sucedido em maio próximo para o príncipe Harry e a atriz Meghan Markle.

No calendário chinês, o elemento "terra" representa a realeza. Combinado com a imagem da vela associada ao mês de maio no almanaque tradicional, tudo contribui para uma festa de sucesso, afirma.

"Eu acho que tudo vai dar certo. O casamento trará coisas boas para o país e uma boa energia para o mundo", diz Chow.

O calendário lunar chinês ocorre em um ciclo de doze anos e atribui a um animal a cada ano.

O cão sucede o galo e precede o porco neste ciclo que diz respeito a mais de um bilhão de pessoas na China, Hong Kong, Taiwan, Cingapura, Vietnã e Tailândia, onde vive uma grande minoria sino-tailandesa.

* AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBrusque e Joinville têm novo começo no Catarinense 2018 https://t.co/xKNpRoohRV #LeianoANhá 5 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaOperação da PM para combater criminalidade ainda não tem data para terminar em Joinville https://t.co/pTeApTbtlm #LeianoANhá 21 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca