Trump e Moon propensos ao diálogo com Coreia do Norte - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Washington10/01/2018 | 22h05

Trump e Moon propensos ao diálogo com Coreia do Norte

AFP
AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está aberto à realização de conversações diretas entre seu país e a Coreia do Norte, informou nesta quarta-feira a Casa Branca, enquanto o líder sul-coreano, Moon Jae-In, aceita manter uma cúpula com seu vizinho.

Durante conversa telefônica com Moon Jae-In, Trump disse estar disposto a discutir com Pyongyang "no momento apropriado e sob circunstâncias apropriadas".

No entanto, os dois líderes destacaram a importância de continuar aplicando a máxima pressão à Coreia do Norte por causa de seu programa nuclear, segundo um comunicado da Casa Branca.

Delegados norte-coreanos e sul-coreanos se encontraram na terça-feira, pela primeira vez desde dezembro de 2015, durante uma reunião na qual a Coreia do Norte aceitou enviar uma delegação aos Jogos Olímpicos de Inverno previstos para fevereiro, na cidade sul-coreana de Pyeongchang.

A reunião ocorreu em Panmunjom, cidade onde foi firmado o cessar-fogo da Guerra da Coreia (1950-1953), na zona desmilitarizada (DMZ) que divide a península.

O presidente sul-coreano, que foi eleito em maio com uma mensagem em favor do diálogo com o Norte, voltou a defender a opção diplomática para resolver um dos assuntos mais delicados do mundo.

Já Trump tem mudado seu tom nos últimos dias em relação à Coreia do Norte, com quem manteve um duro confronto pelos programas nuclear e balístico norte-coreanos, e disse nesta quarta-feira que não descarta conversar por telefone com o líder Kim Jong-Un.

O presidente americano também disse a Moon que "não haverá ação militar (por parte dos Estados Unidos) durante o diálogo entre as duas Coreias".

- Jogos da paz -

Na terça, ficou acertado que a Coreia do Norte vai enviar atletas e uma delegação de alto escalão aos Jogos de Inverno na Coreia do Sul.

"A parte norte-coreana vai enviar uma delegação do Comitê Olímpico Nacional, atletas, torcedores, um grupo de artistas, uma equipe de demonstração de Taekwondo e um serviço de imprensa", anunciaram os dois países em um comunicado conjunto.

Nesta quarta-feira, o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou que a Coreia do Norte e a Coreia do Sul participarão de uma reunião em Lausanne, no dia 20 de janeiro, com os organizadores dos Jogos de Inverno de 2018, para decidir as modalidades da participação norte-coreana.

O primeiro-ministro sul-coreano, Lee Nak-Yon, disse esperar que o Norte envie "uma delegação de 400 a 500 pessoas" durante os Jogos.

O presidente do COI, Thomas Bach, disse que a decisão de enviar uma delegação norte-coreana aos Jogos de Inverno constitui "um grande passo no espírito olímpico".

Seul se esforça para apresentar os Jogos Olímpicos, que vão acontecer a apenas 80 km da zona deslimitarizada, como as "Olimpíadas da Paz".

Resta saber se os representantes de ambos os países farão uma entrada conjunta nas cerimônias de abertura e encerramento, como em Sydney em 2000, Atenas em 2004 e Turim em 2006.

No encontro de terça-feira, em Panmunjom, Seul também apelou para a retomada das reuniões familiares, bem como para conversas entre a Cruz Vermelha dos dois países e discussões militares para evitar confrontos acidentais.

Nos últimos dois anos, a situação na península se deteriorou, o Norte conduziu três novos testes nucleares e multiplicou seus disparos de mísseis.

* AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPolícia conclui investigação do caso de idoso agredido após briga no trânsito em Joinville https://t.co/iV5OZcxQ5v #LeianoANhá 21 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFamílias vítimas de alagamento recebem doações em Joinville https://t.co/29Y455KkU5 #LeianoANhá 28 minutosRetweet
A Notícia
Busca