EUA impõem sanção a papel canadense para jornais e livros - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

Washington10/01/2018 | 16h05

EUA impõem sanção a papel canadense para jornais e livros

AFP
AFP

Os Estados Unidos impuseram nesta quarta-feira (10) novas sanções comerciais ao Canadá, incluindo agora uma tarifa de 10% sobre o papel usado para livros e jornais.

O Departamento de Tesouro dos EUA garantiu, na noite de terça-feira, que os fabricantes canadenses de papel para impressão recebiam subsídios que lhes davam uma vantagem injusta ante seus concorrentes americanos.

A decisão é preliminar e, segundo o comunicado, oferece um alívio aos produtores americanos dos efeitos distorsivos potenciais derivados de supostos subsídios canadenses e ainda torna o preço para consumidores domésticos mais sustentável.

Essa é a mais recente de uma série de ações comerciais empreendidas pela administração do presidente Donald Trump, que inclui várias medidas contra o Canadá e a China.

O anúncio foi feito perto da sexta rodada de renegociação do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta), que une Estados Unidos, Canadá e México. As novas discussões serão realizadas em Montreal no fim do mês.

A decisão preliminar sobre o papel impõe, sobre empresas canadenses, tarifas de exportação de entre 4,42% e 9,93%. As exportações canadenses aos Estados Unidos foram de 1,27 bilhão de dólares em 2016, segundo o Departamento de Comércio.

A decisão foi classificada como "injustificada" pelo Canadá.

"Estamos profundamente decepcionados com os injustificados direitos compensatórios aplicados", disseram em nota conjunta a ministra canadense de Relações Exteriores, Chrystia Freeland, e de Recursos Naturais, Tim Caer.

Eles alertaram que qualquer taxa "terá impacto direto e negativo nos jornais dos Estados Unidos, especialmente nas pequenas cidade e povos e gerará perdas de empregos no setor americano de impressão".

A decisão final do Departamento de Comércio será anunciada no fim de maio e logo será examinada pela Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos.

A investigação dos Estados Unidos sobre esses subsídios foi aberta devido a uma denúncia da empresa North Pacific Paper Company, que alegou que os produtos canadenses são vendidos por preços entre 23,5 e 55% abaixo do mercado.

* AFP

 
A Notícia
Busca