HRW: bombardeios da coalizão na Síria mataram 84 civis em março - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Beirute25/09/2017 | 06h40

HRW: bombardeios da coalizão na Síria mataram 84 civis em março

AFP
AFP

Ao menos 84 civis morreram no mês de março em bombardeios aéreos da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos perto de Raqa, na Síria, incluindo 30 crianças, afirmou nesta segunda-feira a ONG Human Rights Watch (HRW).

De acordo com um relatório da organização, "os bombardeios da coalizão contra o Estado Islâmico na Síria provocam vítimas civis".

A ONG indica que dois ataques tiveram como alvo uma escola de Mansurah, na qual estavam refugiadas famílias deslocadas, assim como um mercado e uma padaria em Tabqa, ambas localidades situadas ao oeste de Raqa.

Segundo a HRW, que cita testemunhas, combatentes do grupo Estado Islâmico estavam nos locais atacados, assim como dezenas ou centenas de civis.

"Estes ataques provocaram a morte de dezenas de civis, incluindo crianças, que encontraram refúgio em uma escola ou formavam fila para comprar pão", declarou Ole Solvang, diretor da HRW.

"Se as forças da coalizão não sabiam da presença de civis nestes lugares, deveriam reexaminar com cuidado as informações que utilizam para identificar seus alvos, pois está claro que neste caso eram equivocadas", completa o relatório.

A coalizão internacional intensificou os bombardeios nos últimos meses em Raqa e seus arredores, principal reduto do EI na Síria, em apoio às Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança de combatentes árabes e curdos que iniciou uma ofensiva para expulsar os extremistas da cidade.

Em agosto, a coalizão reconheceu a responsabilidade na morte de 624 civis desde o início dos bombardeios em 2014.

* AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVÍDEO: Área de mata pega fogo na avenida Santos Dumont, em Joinville https://t.co/BuAksYgTSG #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaÁrea de mata pega fogo na avenida Santos Dumont, em Joinville https://t.co/8mVayRtxlr #LeianoANhá 3 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca