Estado Islâmico mantém sólido apoio na internet, apesar das derrotas militares - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Haia15/09/2017 | 11h38

Estado Islâmico mantém sólido apoio na internet, apesar das derrotas militares

AFP
AFP

O grupo Estado Islâmico (EI) conserva uma "sólida base de claros apoios" na internet, apesar das derrotas no militares na Síria e no Iraque, informou a Europol, a agência europeia de polícias.

"Os grupos jihadistas utilizam igualmente pequenas plataformas e fóruns para difundir propaganda terrorista", afirmou a Europol.

A relativa regressão da propaganda "oficial" do EI no último mês abriu mais espaço para o conteúdo gerado pelos usuários pró-EI, segundo um comunicado da agência com sede em Haia.

"Isto mostra que o EI conserva sua sólida base de claros apoios no entorno virtual da internet", completa.

A Europol publicou as conclusões após uma sessão de trabalho de dois dias com especialistas da Bósnia-Herzegovina, República Tcheca, Estônia e Hungria sobre a investigação e identificação dos conteúdos publicados on-line pelos grupos jihadistas.

"As organizações jihadistas e seus partidários continuam abusando de diversas plataformas para expandir sua propaganda", completa a Europol, embora tenham sido obrigadas a "passar para plataformas menores".

A Grã-Bretanha já anunciou um plano para reprimir o conteúdo extremista na internet após os recentes atentados de Londres e Manchester. A primeira-ministra Theresa May deseja o desenvolvimento de instrumentos para identificar e retirar automaticamente os conteúdos "perigosos".

O "califado" autoproclamado do EI está muito debilitado pela série de reveses nos campos de batalha no Iraque e na Síria.

* AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPM limita deslocamento de viaturas em SC por falta de dinheiro para abastecimento https://t.co/82LvFkaP59 #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidentes na BR-470 matam duas pessoas com intervalo de uma hora https://t.co/knvTd6DzOg #LeianoANhá 2 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca