China retira proibição de saída do país de ativista feminista - Mundo - A Notícia

Versão mobile

 

 

Pequim21/09/2017 | 06h39

China retira proibição de saída do país de ativista feminista

AFP
AFP

As autoridades chinesas retiraram a proibição de saída do país durante 10 anos de Wu Rongrong, uma ativista que passou mais de um mes na prisão em 2015 por uma campanha contra o assédio sexual nos transportes públicos.

Wu tem a intenção de viajar no domingo a Hong Kong para dar continuidade a seus estudos de Direito na cidade, que tem mais autonomia que a China continental.

"Foi um processo muito complicado, mas agora tenho as permissões e o passaporte de volta e poderei ir para qualquer lugar", disse à AFP.

Nas últimas semanas Wu, de 32 anos, publicou na rede social Weibo as cartas que recebeu da polícia, o que chamou a atenção da imprensa internacional.

"Não sei porque mudaram de ideia", declarou à AFP.

Em 2015, pouco antes do Dia Internacional da Mulher, Wu e outras quatro ativistas foram detidas quando pretendiam distribuir adesivos de protesto contra o assédio sexual nos transportes públicos.

Elas passaram mais de um mês na prisão por "provocar problemas", mas não foram acusadas de nenhum delito.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAção conjunta das policias Civil e Militar interdita cinco estabelecimentos comerciais de Joinville https://t.co/oMHWIk77eI #LeianoANhá 38 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia62º BI de Joinville deflagra operação que visa combater comércio ilegal de armas e munições https://t.co/jqa0I7u3ky #LeianoANhá 58 minutosRetweet

Mais sobre

A Notícia
Busca