Ajuda começa a chegar na Dominica depois do furacão - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Roseau22/09/2017 | 07h15

Ajuda começa a chegar na Dominica depois do furacão

AFP
AFP

A ajuda começava a chegar na noite de quinta-feira à pequena ilha caribenha de Dominica, onde o furacão Maria deixou 15 mortos e cerca de vinte de desaparecidos, constatou a AFP.

Segundo o primeiro-ministro de Dominica, Roosevelt Skerrit, todas as localidades da ilha sofreram impacto.

"A maior urgência é a entrega de alimentos para as vítimas e os helicópteros para distribuí-los", disse à imprensa.

Um destacamento de 68 bombeiros franceses, originários de Martinica e Guiana, chegou à ilha, informou o secretário geral da prefeitura de Martinica, Patrick Amoussou-Adéblé.

"Fizemos reconhecimentos em helicóptero para avaliar a situação. Temos um navio de guerra da Marinha Nacional que está aqui" com a possibilidade de descarregar material e 40 toneladas de água para os afetados", explicou.

A ilha de 72.000 habitantes foi atingida pelo furacão em 18 de setembro, quando Maria estava em sua potência máxima.

Desde então, a ilha, que fica perto dos departamentos franceses de ultramar Martinica e Guadalupe, está praticamente isolada do mundo e várias cidades são acessíveis somente por mar ou helicóptero.

Até agora, a passagem do furacão pelo Caribe deixou 21 mortos: dois em Guadalupe, 15 na Dominica, um em Porto Rico e três no Haiti.

* AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Os desafios impostos pela reforma trabalhista  https://t.co/qpQbilBf59 #LeianoANhá 43 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRejane: Artista Luciane Sell da Silva, de Joinville, expõe no Uruguai https://t.co/138CNm8Mr3 #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros