Três membros do Executivo catalão renunciam a dois meses de referendo - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Barcelona14/07/2017 | 07h03Atualizada em 14/07/2017 | 07h20

Três membros do Executivo catalão renunciam a dois meses de referendo

Porta-voz, conselheiro do Interior e conselheira de Educação entregaram os cargos, nesta sexta-feira (14), a poucas semanas da consulta popular de autodeterminação da região

AFP
AFP

O presidente regional da Catalunha, no nordeste da Espanha, Carles Puigdemont, anunciou nesta sexta-feira (14) a renúncia de três dos 12 membros do governo local a dois meses e meio do referendo de autodeterminação previsto para 1º de outubro.

Declarada ilegal e rejeitada por Madri, a consulta popular pode implicar responsabilidades penais para os participantes, o que levantou dúvidas entre os integrantes do governo regional.

O trio que entregou suas funções nesta sexta-feira é, justamente, composto por aqueles que estariam na linha de frente do referendo: a porta-voz Neus Munté, o conselheiro do Interior, Jordi Jané, e a conselheira de Educação, Meritxell Ruiz.

Leia mais notícias de Mundo

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaProjeto de lei de vereador mirim de Joinville é aprovado em Brasília https://t.co/Dj5CUwqUyy #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem joga gasolina e ateia fogo na mulher e no filho  https://t.co/2yd1iOtftf #LeianoANhá 6 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros