Salvador Dalí será exumado para determinar se é pai de uma vidente - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Drama na Espanha20/07/2017 | 11h00Atualizada em 20/07/2017 | 11h48

Salvador Dalí será exumado para determinar se é pai de uma vidente

Catalã alega ser filha do artista espanhol morto há 28 anos

Salvador Dalí será exumado para determinar se é pai de uma vidente Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução
AFP
AFP

Vinte e oito anos após sua morte, Salvador Dalí será exumado nesta quinta-feira (20) para determinar se é pai biológico de uma vidente que assegura ser a filha única do gênio espanhol do surrealismo.

A exumação foi ordenada no fim de junho pela Justiça, em resposta à demanda de paternidade apresentada por Pilar Abel Martínez, uma mulher de 61 anos que, caso prove sua filiação, poderá reclamar ao menos 25% da herança do pintor.

Os restos do artista serão retirados depois de erguida a lápide de 1,5 tonelada que cobre seu túmulo no Teatro-Museu Dalí, em Figueras, a localidade catalã onde nasceram tanto ele quanto sua suposta filha. As amostras de DNA serão enviadas para análise em um instituto em Madri.

Leia mais:
Corpo do pintor Salvador Dalí será exumado para teste de paternidade
Suposta filha de Dalí: "Não quero o patrimônio, quero minha identidade"
Obra de Salvador Dalí roubada há sete anos é encontrada

Em um encontro com a imprensa em Madri na quarta-feira (19), Pilar Abel disse sentir muito alívio com a exumação e garantiu que, mesmo se perder o processo, continuará defendendo sua versão.

— Digamos que isso não acaba aqui — antecipou.

Relação clandestina

Nascida em 1956, Pilar Abel Martínez alega ser a única filha do pintor surrealista, que compartilhou quase toda sua vida com Gala Eluard Dalí, sua musa e grande amor.

Em uma entrevista pouco precisa dada em março de 2015 à televisão catalã TV3, Pilar contou que sua mãe e Dalí mantiveram uma relação clandestina quando ela trabalhava no pequeno enclave costeiro de Port-Lligat (Cadaqués), onde o artista passava longas temporadas.

Disse que, após ficar grávida, sua mãe se casou com outro homem e, meses depois, ela nasceu. Quando tinha oito anos, sua avó paterna teria lhe dito: "Sei que você não é filha do meu filho, sei que o seu pai é um grande pintor.

— E me disse o nome: Dalí - assegurou.

Segundo ela, sua mãe confirmou a versão antes de sofrer de demência senil.

Segundo seu advogado, Enrique Blánquez, a história é "mais ou menos conhecida no povoado".

— Há testemunhas. Se não houvesse uma base probatória mínima, não se aprovaria essa decisão — afirmou.

Blánquez falou especificamente de uma testemunha "que trabalhava para Dalí, e que Dalí lhe pagava para que investigasse o que a mãe de Pilar Abel fazia".

Antes de apresentar esse processo contra o Ministério da Fazenda e a fundação — herdeiros legítimos do artista —, Pilar tentou provar sua filiação com supostos restos contendo material genético do artista, os quais teriam sido conservados. De acordo com seu advogado, ela nunca recebeu os resultados desses testes.

No início, o caso foi conduzido pelo advogado Francesc Bueno, conhecido por ter representado um garçom catalão que dizia ser filho do rei emérito Juan Carlos I. A ação foi arquivada pelo Tribunal Supremo.

Segundo a imprensa local, em 2005, a mulher denunciou sem sucesso o escritor espanhol Javier Cercas por um personagem do romance Soldados de Salamina que supostamente se assemelhava a ela. Em 2011, foi denunciada por uma cliente por uma fraude no valor de 1.000 euros.

Genialidade e extravagância

O artista catalão Salvador Dalí morreu aos 84 anos, em 24 de janeiro de 1989, em um hospital de Figueras, depois de uma vida intensa e agitada, alimentada por suas criações geniais e por suas extravagâncias. Está enterrado no teatro-museu de Figueras, concebido por ele próprio. O lugar já recebeu mais de 1,1 milhão de visitantes em 2016.

Rico e desesperado, viveu seus últimos sete anos recluso em seu castelo de Púbol, a poucos quilômetros de Gerona, rodeado de cuidadores e ajudantes.

Ele se mudou para lá para não se separar de sua esposa Gala, que morreu em 1982 e está enterrada em uma cripta especialmente preparada para ela.

Em suas últimas vontades, pediu para descansar ali, em um túmulo que tinha preparado ao lado do de sua amada. Acabou sendo enterrado em sua cidade natal.

A história causa certa perplexidade entre amigos e vizinhos.

— Ele amava muito sua mulher, Gala, mas a amava sem sexo e era um "voyeur". Por isso, as pessoas aqui acham muito difícil que possa ter um filho. Essa mulher inventou essa história para conseguir dinheiro — declara Lidia, que assegura ter conhecido Dalí quando criança.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Novo bloco do CCT da Udesc está na fase final de obras https://t.co/00zq4IWFhe #LeianoANhá 39 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRejane: Mostra de arquitetura será realizada em casa antiga da rua Aquidaban, em Joinville  https://t.co/AugrJt6WY1 #LeianoANhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros