Trump pediu para ex-diretor do FBI parar investigação sobre relação de ex-assessor com a Rússia, diz jornal - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Tensão nos EUA16/05/2017 | 20h07Atualizada em 16/05/2017 | 21h21

Trump pediu para ex-diretor do FBI parar investigação sobre relação de ex-assessor com a Rússia, diz jornal

De acordo com memorando, Trump teria alegado que o ex-assessor de segurança nacional Michael Flynn "é um bom rapaz" e "não fez nada de errado" 

Trump pediu para ex-diretor do FBI parar investigação sobre relação de ex-assessor com a Rússia, diz jornal Drew Angerer AND Jim WATSON/GETTY IMAGES NORTH AMERICA
Foto: Drew Angerer AND Jim WATSON / GETTY IMAGES NORTH AMERICA
AFP e Zero Hora

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu ao ex-diretor do FBI James B. Comey para encerrar o inquérito que investiga as ligações entre o ex-assessor de segurança nacional e Michael Flynn e autoridades russas. Comey foi demitido na semana passada após decisão de Trump. As informações são do The New York Times.

Leia mais:
Trump e Erdogan prometem aproximação após encontro na Casa Branca
Trump passou informação secreta para chanceler russo, revela Post
Casa Branca descarta que Trump tenha exposto segurança a Lavrov

O jornal norte-americano cita como fonte um memorando escrito por Comey em uma reunião na Casa Branca após a renúncia de Flynn. O documento faz parte de um levantamento onde o ex-diretor destaca a tentativa de influência do presidente em investigações em andamento.

De acordo com o memorando, Trump alegou que Flynn não fez nada de errado. O presidente pediu que Comey deixasse o caso de lado, afirmando que o ex-assessor "é um bom rapaz".

Um dia antes da reunião descrita no relatório, Flynn foi forçado a sair de seu cargo na Casa Branca devido a preocupações sobre seus contatos com autoridades russas.

"Espero que exista uma forma de deixar isso passar, livrar Flynn disso", pediu Trump, segundo o documento.

O ex-assessor também é objeto de uma investigação do Pentágono sobre valores recebidos de empresas ligadas ao governo russo.

De acordo com o Times, o caso "é a evidência mais clara de que o presidente tentou influenciar diretamente em investigação do Departamento de Justiça e do FBI sobre as ligações entre seus assessores e a Rússia".

Por meio de nota, a Casa Branca Informou que Trump nunca pediu o encerramento de investigações.

Na segunda-feira, o jornal The Washington Post noticiou que o presidente dos EUA revelou informação altamente confidencial para o chanceler russo e para o embaixador da Rússia nos Estados Unidos durante uma reunião recente na Casa Branca. A informação fornecida por Trump diz respeito ao grupo Estado Islâmico (EI) e foi comunicada por um aliado dos Estados Unidos que não havia dado autorização a Washington para compartilhá-la com Moscou, detalha o jornal.

Leia as últimas notícias de Mundo

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Os motivos para o Ministério Público ser contra a venda da planta industrial da Duque https://t.co/cTbZYO7G1Q #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVitória contra o São Bento colocará o JEC no G-4 após 11 rodadas https://t.co/xFTYU8zpyJ #LeianoANhá 11 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros