Putin está disposto a fornecer diálogo entre ministro e Trump ao Congresso dos EUA - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Polêmica17/05/2017 | 09h45Atualizada em 17/05/2017 | 12h05

Putin está disposto a fornecer diálogo entre ministro e Trump ao Congresso dos EUA

Presidente russo afirmou que repassará o conteúdo da conversa entre Lavrov e o republicano se a Casa Branca autorizar

Putin está disposto a fornecer diálogo entre ministro e Trump ao Congresso dos EUA YURI KADOBNOV/AFP
Foto: YURI KADOBNOV / AFP
Agência Brasil e AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou, nesta quarta-feira (17), que está disposto a fornecer o diálogo entre o ministro das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, e o presidente americano, Donald Trump, caso a Casa Branca autorize. O chanceler da Rússia e o republicano se reuniram em Washington, na semana passada.

— Se a administração americana autorizar, estamos dispostos a fornecer a gravação da conversa entre Lavrov e Trump ao Congresso e ao Senado americanos — afirmou Putin em Sochi, no sul da Rússia.

Em uma coletiva de imprensa, junto ao primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, Putin misturou ironia e críticas para evocar o escândalo nos Estados Unidos.

Leia mais
Câmara dos EUA pede ao FBI que entregue documentos de conversas
Trump pediu a Comey para que encerrasse investigação, diz jornal
Trump passou informação secreta para chanceler russo, revela Post

Em um primeiro momento, o presidente russo fez piada ao prometer uma "advertência" ao ministro das Relações Exteriores porque "não compartilhou as informações secretas" com ele ou com o serviço secreto russo, o que provocou risadas de Serguei Lavrov e das autoridades russas. Em seguida, Putin anunciou que divulgará o diálogo se a Casa Branca autorizar.

Logo após o fim da coletiva de imprensa, o conselheiro do Kremlin, Yuri Ushakov, citado pelas agências russas, disse que não se tratava de uma "gravação de áudio", mas de uma transcrição "feita por uma pessoa especial que está presente nos encontros" deste tipo.

Polêmica

Trump se tornou alvo de polêmica após ser acusado de divulgar informações secretas à Rússia. A Casa Branca sustenta, no entanto, que não houve a divulgação de operações militares que não sejam de conhecimento público.

O governo norte-americano ainda não informou se irá ou não autorizar a liberação da gravação. Donald Trump disse, na terça-feira (16), que como presidente, tem "direito absoluto" de compartilhar informações com outros países.

Leia mais notícias de Mundo

*AFP

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinville empata em 1 a 1 com o Tupi-MG na Arena e frustra a torcida https://t.co/JxO3N1zGI9 #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC fica no empate com o Tupi na Arena. Leia a crônica do jogo: https://t.co/wJ7ZxPsIBS https://t.co/2LaydOfMfBhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros