Maduro decreta estado de exceção na Venezuela - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Concentração de poder ao Executivo16/05/2017 | 18h24Atualizada em 16/05/2017 | 18h54

Maduro decreta estado de exceção na Venezuela

Medida visa "preservar a ordem interna", segundo a publicação desta terça-feira na Gazeta Oficial

Maduro decreta estado de exceção na Venezuela JUAN BARRETO/AFP
Foto: JUAN BARRETO / AFP
AFP e Zero Hora

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, aprovou novo decreto de estado de exceção e emergência econômica no país, o que restringe as garantias constitucionais como medida para "preservar a ordem interna". As informações são do portal UOL.

A decisão foi publicada nesta terça-feira (16) na Gazeta Oficial. A partir dela, o poder Executivo pode adotar "medidas urgentes, contundentes, excepcionais e necessárias para assegurar à população o desfrute pleno de seus direitos, preservar a ordem interna, o acesso oportuno a bens, serviços, alimentos, medicinas, e outros produtos e serviços".

Leia mais
Uma ativista dos direitos humanos na Venezuela criada na angústia
Manaus decreta estado de emergência social após chegada de venezuelanos
Manifestantes derrubam estátua de Chávez em protesto na Venezuela

O estado de exceção é o oposto do estado de direito e garante uma concentração de poderes temporária ao Executivo, o que aproxima um regime democrático do autoritarismo. Com ele, o Executivo pode tomar atitudes que limitem a liberdade dos cidadãos com o objetivo de proteger o Estado.

Protestos

Maduro enfrenta uma onda de protestos desde 1º de abril, que exigem sua saída do poder com eleições gerais, e rejeitam a convocação de uma Assembleia Constituinte.

O presidente socialista acusa seus adversários de querer "incendiar" o país para derrubá-lo e propiciar uma intervenção dos Estados Unidos, país que acusa de financiar as manifestações.

Nesta terça-feira, foram confirmadas as mortes de quatro manifestantes entre segunda e terça, após terem sido feridos com tiros em protestos contra Maduro, o que eleva a 42 o número de vítimas fatais em seis semanas de manifestações, anunciou o Ministério Público.

O mais jovem, de 17 anos, que não teve a identidade divulgada, faleceu durante a madrugada em um hospital público, para onde foi levado na segunda-feira depois de ser atingido por um tiro na cabeça.

Pouco depois, o MP informou que outra vítima, identificada como Diego Hernández, 31 anos, "morreu ontem (segunda-feira) após receber um tiro durante uma manifestação em Capacho, Táchira (na fronteira com a Colômbia)", pelo qual "um policial regional foi detido".

Na segunda-feira foram registrados confrontos violentos em vários Estados do país, como parte de um plantão nacional convocado pela coalizão de partidos Mesa da Unidade Democrática (MUD). Dois policiais e um civil foram feridos a tiros na cidade de Valencia e na localidade de Colón durante os atos.

A oposição convocou uma marcha para esta quinta-feira até a sede do Ministério do Interior. Para o sábado, está prevista uma manifestação em todo o país, denominada "Somos Millones" (Somos Milhões).

A oposição exige a saída de Maduro mediante a realização de eleições gerais e rejeita a convocação de uma Assembleia Constituinte popular por considerá-la uma fraude, com a qual Maduro busca se perpetuar no poder.

Com sua gestão rejeitada por sete em cada dez venezuelanos, segundo pesquisas de institutos privados, Nicolás Maduro garante que a Constituinte trará paz à Venezuela e promete que em 2018 haverá eleição presidencial — mas não geral, como a oposição reivindica. As eleições estaduais deveriam ter acontecido em dezembro passado, mas foram adiadas por prazo indeterminado. Este ano seriam as municipais.

Leia as últimas notícias de Mundo

*Zero Hora e AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCentenas de pessoas aproveitam a 9º Stammtisch de Joinville https://t.co/RC5NH430rQ #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinville registra dois homicídios no início deste sábado https://t.co/VzXtfTfaHj #LeianoANhá 7 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros