Desmantelar Fukushima custará muito mais que o previsto - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Tóquio01/12/2016 | 05h08

Desmantelar Fukushima custará muito mais que o previsto

O custo para desmantelar, indenizar os habitantes e descontaminar a região após o acidente nuclear de 2011 em Fukushima, Japão, será 170 bilhões de euros superior ao inicialmente previsto, informou o canal NHK.

A estimativa representa o dobro do valor que havia sido divulgado no fim de 2013 pelo ministério da Indústria (Meti).

A empresa que administra a central de Fukushima Daiichi, a Tokyo Electric Power (Tepco), havia informado em um primeiro momento que o processo para desmantelar e as obras no local custariam quatro vezes menos do que o valor anunciado agora, ou seja, 70 bilhões de euros, segundo a NHK. A quantia também foi divulgada pelo jornal Nikkei.

Recuperar o combustível que entrou fusão em três unidades e limpar o local da melhor maneira possível deve demorar de três a quatro décadas.

Um comitê de especialistas designado pelo governo havia advertido em outubro que o custo superaria de maneira ampla a primeira previsão.

kh-kap/fp

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira como vai funcionar a cerimônia na Arena Condá, em Chapecó, neste sábado https://t.co/ngQAlHVxyv https://t.co/RssxLFEDBwhá 4 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRepórter é consolado por mãe de goleiro da Chape, dona Alaíde, morto em tragédia https://t.co/axGmaiv7Ehhá 18 horas Retweet

Mais sobre

  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros