Ex-dirigente do Goldman Sachs comandará Tesouro americano - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Dreamers30/11/2016 | 20h32Atualizada em 30/11/2016 | 20h32

Ex-dirigente do Goldman Sachs comandará Tesouro americano

Steven Mnuchin trabalhou por 17 anos no grupo financeiro considerado um dos pivôs para a crise de 2008

Ex-dirigente do Goldman Sachs comandará Tesouro americano TIMOTHY A. CLARY/AFP
Foto: TIMOTHY A. CLARY / AFP
AFP
AFP

A Secretaria do Tesouro dos Estados Unidos, no governo Donald Trump, terá como comandante um financiador de Hollywood sem experiência política e ex-dirigente do Goldman Sachs (grupo financeiro multinacional sediado em Nova York). Steven Mnuchin tem 53 anos e já foi doador dos democratas no passado, de Hillary Clinton a Barack Obama.

Em abril, surpreendeu pessoas próximas ao se tornar diretor financeiro da campanha de Trump, apoio pelo qual está sendo recompensando agora pelo presidente eleito. Nas primeiras declarações como indicado para o cargo, disse que terá como prioridade fazer revisão do sistema tributário para reduzir impostos corporativos e o imposto de renda. Com isso, pretende estimular o crescimento econômico. A redução de tributos é uma das promessas de campanha de Trump. O futuro membro do gabinete presidencial declarou acreditar que os EUA podem ter crescimento sustentado de 3% a 4%.

Leia mais
Em processo de transição, Trump ainda busca chefe da diplomacia
Casa Branca considera difícil reverter diálogo com Cuba
Trump ameaça acabar com a reaproximação com Cuba sem "um acordo melhor"

— Nossa prioridade número 1 é a reforma tributária. Será a maior mudança tributária desde o governo Ronald Reagan (1981-1989) — afirmou Mnuchin, que completou:

— Diminuindo os impostos corporativos, vamos criar um enorme crescimento econômico e isso gerará uma enorme receita pessoal.

Steven Mnuchin trabalhou por 17 anos no Goldman Sachs, um dos pivôs para a recessão mais forte no país desde 1929. Ele deixou o banco em 2002, antes de a crise estourar. A imprensa econômica americana aposta que esse pai de três filhos, duas vezes divorciado, tem a intenção de se instalar no Tesouro para adicionar um toque final a um caminho que o levou às principais esferas de poder nos Estados Unidos: Wall Street, Hollywood e, agora, Washington.

Ele tem um currículo atípico: estudos na Universidade de Yale, passagem pelo Goldman Sachs, criação de um fundo de investimento com o apoio do financista George Soros e a produção bem-sucedida de blockbusters de Hollywood como Avatar e Esquadrão Suicida.

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaSaúde deposita R$ 2,2 milhões para Hospital Infantil de Joinville https://t.co/Dtv609FQlBhá 4 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrimeiro relatório da temporada aponta 44 pontos impróprios para banho em SC https://t.co/mWmj1CVZKehá 9 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros