EI atacou com armas químicas rebeldes sírios apoiados pela Turquia, diz exército - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Istambul27/11/2016 | 07h48

EI atacou com armas químicas rebeldes sírios apoiados pela Turquia, diz exército

Vinte e dois rebeldes sírios favoráveis à Turquia foram feridos em um ataque químico do grupo Estado Islâmico (EI) no norte da Síria, anunciou neste domingo o exército turco.

"Depois de um foguete de disparado pelo Dáesh (acrônimo do EI em árabe), 22 membros da oposição foram afetados nos olhos e no corpo por um gás tóxico", anunciou o estado-maior do exército turco em um comunicado citado pela agência pró-governamental Anadolu.

Segundo o exército, o ataque aconteceu na região da localidade de Jaliliya, ao leste de Al Rai.

Os rebeldes feridos foram levados à Turquia por equipes da agência do governo turco encarregada de situações de emergência (AFAD) e deram entrada em um hospital da cidade fronteiriça de Kilis, segundo a imprensa turca.

Os socorristas usavam roupas especiais e máscaras de gás, segundo imagens da televisão onde se podiam ver alguns rebeldes sírios transportados em macas ao hospital.

Os rebeldes sírios apoiados por militares turcos tentam expulsar os extremistas do EI da área fronteiriça com a Turquia, no norte da Síria.

Até agora, retomaram o controle de Jarablus e Al Rai e avançam para Al Bab.

O exército turco que apoia ativamente a oposição síria interveio em agosto no norte do país para enfrentar os radicais e os rebeldes curdos sírios.

sjw/at/pt/app.zm/cc

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHemosc de Joinville concentra a coleta de sangue no Norte até fevereiro https://t.co/2jdcNytUhPhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPM divulga distribuição dos novos policiais militares de Santa Catarina https://t.co/kDVclFOQRchá 7 horas Retweet

Mais sobre

  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros