Críticas derrubam presidente da federação de natação húngara - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Budapeste30/11/2016 | 16h15

Críticas derrubam presidente da federação de natação húngara

Criticado por várias estrelas da natação húngara, entre elas Katinka Hosszu, tricampeã olímpica nos Jogos do Rio-2016, o presidente da federação nacional, Tamas Gyarfas, anunciou nesta quarta-feira sua demissão, a sete meses do Mundial de Budapeste.

Em comunicado, Gyarfas afirmou que sua decisão permitirá à Federação Húngara (MUSZ) "encontrar o melhor presidente possível".

Gyarfas, à frente da MUSZ desde 1993, trabalhou anteriormente com o jornalista esportivo e, há meses, vem lidando com o descontentamento de atletas, que reclamam de sua gestão autoritária, das más condições de treino e dos valores das premiações.

Em mensagem publicada em em sua página no Facebook em meados de novembro, Hosszu, 27 anos, havia dito que "se a natação húngara é realmente importante para Tamas Gyarfas, ele deveria pedir demissão".

Outro nadadores do país, como Daniel Gyurta, ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, e Boglarka Kapas, bronze no Rio-2016, haviam aderido à petição.

pmu/phs/jcp/am

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira como vai funcionar a cerimônia na Arena Condá, em Chapecó, neste sábado https://t.co/ngQAlHVxyv https://t.co/RssxLFEDBwhá 10 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRepórter é consolado por mãe de goleiro da Chape, dona Alaíde, morto em tragédia https://t.co/axGmaiv7Ehhá 18 horas Retweet

Mais sobre

  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros