Autor do ataque em Ohio seria "soldado" do grupo Estado Islâmico - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Estados Unidos29/11/2016 | 20h29Atualizada em 29/11/2016 | 20h29

Autor do ataque em Ohio seria "soldado" do grupo Estado Islâmico

Estudante atirou o carro que dirigia contra um grupo de pessoas no campus Columbus e as atacou com uma faca

Autor do ataque em Ohio seria "soldado" do grupo Estado Islâmico The Lantern/AFP
Inicialmente, fato foi declarado como um tiroteio Foto: The Lantern / AFP
AFP
AFP

Um "soldado" do grupo Estado Islâmico foi o responsável pelo ataque executado com um automóvel e arma branca contra um grupo de pessoas que circulava no campus Columbus da Universidade de Ohio, que deixou onze feridos. A informação é de uma agência de notícias ligada aos extremistas.

Segundo uma fonte interna citada pela agência de notícias Amaq, traduzida pelo centro americano de vigilância de sites extremistas SITE, "o executor do ataque na universidade estadual de Ohio (norte dos Estados Unidos) é um soldado do Estado Islâmico (EI)".

"Ele realizou a operação em resposta ao chamado de atacar os cidadãos de países que fazem parte da coalizão internacional que combate o EI", reportou a Amaq, citando uma fonte do grupo.

Leia mais
Inicialmente, fato foi declarado como um tiroteio

Identificado como um estudante desta universidade (USO), Abdul Razak Ali Artan morreu na segunda-feira atingido por um disparo efetuado pela polícia após atirar seu carro contra uma concentração de pedestres e atacá-los com uma faca.

Meios de comunicação americanos noticiaram que a família de Artan chegou aos Estados Unidos procedente da Somália, via Paquistão, em 2014. O estudante cursava o terceiro ano de gestão logística.

Há alguns meses, em uma entrevista ao jornal universitário The Lantern, Artan tinha se queixado da falta de espaços no campus para a oração dos muçulmanos.

— Se as pessoas me veem rezando como um muçulmano, não sei o que vão pensar, nem o que pode acontecer — dizia. — Não suporto mais. 

"Estados Unidos: parem de interver em outros países, especialmente na comunidade muçulmana! Não somos fracos. Não somos fracos. Lembrem-se disso", publicou Artan em uma página do Facebook que seria de sua autoria e que já foi desativada, segundo a emissora de televisão ABC.

"Se querem que nós, os muçulmanos, paremos de atacar como lobos solitários, então falem a paz. Não os deixaremos dormir até que deem paz aos muçulmanos", escreveu.

Ohio reúne a segunda maior comunidade somali dos Estados Unidos, que tem 38 mil membros só na área da comunidade de Columbus. É superada pela de Minnesota, atingida em setembro, quando um membro do Estado Islâmico esfaqueou dez pessoas em um centro comercial.

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrefeitura de Florianópolis decreta emergência após ciclone subtropical https://t.co/1UtCYiBEK9há 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaNo dia seguinte ao adeus, Arena Condá ainda recebe visitantes https://t.co/5peKncxwvDhá 3 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros