Coalizão militar anti-EI fará reunião sobre Mossul em Paris - Mundo - A Notícia

Versão mobile

Paris17/10/2016 | 13h41

Coalizão militar anti-EI fará reunião sobre Mossul em Paris

Vários ministros da Defesa da coalizão internacional que combate o grupo Estado Islâmico (EI) se reunirão no dia 25 de outubro, em Paris, para fazer um balanço da ofensiva para retomar no Iraque a cidade de Mossul, informou nesta segunda-feira o ministério francês.

Uma dúzia de ministros, entre eles o secretário de Defesa americano, Ashton Carter, serão recebidos por seu colega francês, Jean-Yves Le Drian.

Além dos ministros de Canadá, Austrália e Nova Zelândia, outros oito europeus (Grã-Bretanha, Alemanha, Bélgica, Holanda, Itália, Espanha, Noruega e Dinamarca) estarão presentes.

A coalizão conta com a participação de 60 países, incluindo árabes e asiáticos, com um nível de compromisso muito variável.

"O objetivo é fazer um balanço sobre o avanço do plano para Mossul", indicou o entorno do presidente francês.

As forças iraquianas lançaram nesta segunda-feira a ofensiva para reconquistar Mossul, a segunda cidade mais importante do país e reduto do Estado Islâmico no Iraque, uma batalha que os Estados Unidos consideram decisiva na luta contra os extremistas.

A coalizão internacional dirigida por Washington fornece uma cobertura aérea, e também um apoio terrestre através de conselheiros e forças especiais.

Os ministros que se reunirão em Paris também analisarão a evolução da situação na Síria, onde o EI tem vários redutos, especialmente a cidade de Raqa, no norte do país.

Os ministros da Defesa da coalizão contra o EI já se reuniram quatro vezes neste ano, em Paris em janeiro, Bruxelas em fevereiro, Stutgart (Alemanha) em maio e Washington em julho.

* AFP

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaComércio impulsiona criação de empregos pelo quarto mês seguido em SC https://t.co/3l5ntCSa6k #LeianoANhá 9 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPM limita deslocamento de viaturas em SC por falta de dinheiro para abastecimento https://t.co/82LvFkaP59 #LeianoANhá 3 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca