Chuva causa estragos na região Norte de Santa Catarina - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Atenção04/10/2018 | 08h57Atualizada em 04/10/2018 | 08h58

Chuva causa estragos na região Norte de Santa Catarina

Defesa Civil registrou deslizamentos de terra, quedas de árvores e alagamentos

Chuva causa estragos na região Norte de Santa Catarina Defesa Civil/Divulgação
Foto: Defesa Civil / Divulgação
A Notícia
A Notícia

A enxurrada registrada nesta quarta-feira (3) causou estragos na região Norte de Santa Catarina. A Defesa Civil registrou granizo em bairros das zonas Sul e Oeste de Joinville. Os mais atingidos foram o Floresta, Itaum, João Costa, Santa Catarina, Petrópolis e o Morro do Meio. Nas outras regiões da cidade foram registradas chuva de moderada a intensa.  

De acordo o coordenador da Defesa Civil de Joinville, Márnio Luiz Pereira, a chuva de granizo durou cerca de cinco minutos. Apesar do susto, não houve registro ocorrências graves na cidade por causa da enxurrada. 

Bairro Petrópolis
Em Joinville, a Defesa Civil registrou chuva de granizo nas regiões Oeste e SulFoto: Jonas Fagundes / Divulgação

Em Papanduva, no Planalto Norte, 185 famílias foram atingidas por causa da chuva, sendo que 12 estão desalojadas e devem se abrigar na casa de familiares. A Defesa Civil registrou ocorrências de destelhamentos e está de plantão nesta quinta-feira, distribuindo lonas para a população. O ginásio de esportes do bairro Santa Mônica foi aberto para receber as pessoas que precisarem de abrigo. Os bairros mais atingidos Centro, Lagoa Seca, Industrial, São Cristóvão, Santa Mônica, Horto Florestal e Tolachinski.  

Na cidade de Mafra, houve registro de alagamentos e dez famílias atingidas. De acordo com a Defesa Civil, este número pode aumentar no decorrer do dia porque o órgão ainda computa os estrados. Em Porto União, a chuva forte causou doze deslizamentos de terra e quedas de muro e uma família precisou ser retirada de casa.  

Deslizamento de Terra
Cabeceira da ponte sobre o rio Canoinhas, em Monte Castelo, cedeu por causa do grande volume de chuvaFoto: Defesa Civil / Divulgação

Em Bela Vista do Toldo, equipes do órgão atenderam quedas de árvores sobre redes de energia elétrica e chuva de granizo na noite de quarta-feira. Já em Monte Castelo, na região Norte do Estado, a cabeceira da ponte sobre o rio Canoinhas, na localidade de Rancho Grande, cedeu por causa do grande volume de chuva. A estrutura está parcialmente interditada. A cidade registrou precipitação de 27,6 milímetros durante a quarta. Em todas as cidades do Norte não houve registro de pessoas feridas. 

Quinta-feira de temperaturas amenas

Conforme o meteorologista da NSC Comunicação, Leandro Puchalski, uma passagem de frente fria, com sistema de chuva causou a instabilidade e as chuvas pelo Estado. Para esta quinta-feira (4), o dia será de céu encoberto, com ventos úmidos que avançam do mar até o continente e também a diminuição da pressão do ar em níveis mais altos da atmosfera. As condições ainda trazem temperaturas mais amenas para as regiões. 

Confira a previsão do tempo para Joinville:
(atualizada às 9 horas de quinta-feira, 4 de outubro)

QUINTA-FEIRA (4/10)
Chuva, melhorando no decorrer do dia
Máxima: 23ºC
Mínima: 17ºC

SEXTA-FEIRA (5/10)
Sol com algumas nuvens
Máxima: 22ºC
Mínima: 19ºC

SÁBADO (6/10)
Sol com aumento de nuvens
Máxima: 24ºC
Mínima: 16ºC
(Fonte: Epagri/Ciram)

Leia mais: 

Professor de Joinville que está desaparecido pode ter saído do país  

Bombeiros concluem vistorias em museus de Joinville

Polícia Civil resgata cachorro vítima de maus-tratos em Araquari


 
A Notícia
Busca