1º Pianíssimo começa nesta quarta-feira com 72 horas de música em Joinville - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Cultura19/09/2018 | 07h30Atualizada em 19/09/2018 | 07h30

1º Pianíssimo começa nesta quarta-feira com 72 horas de música em Joinville

Serão cinco dias com programação gratuita em vários lugares da cidade, de teatros a praças e shopping centers

1º Pianíssimo começa nesta quarta-feira com 72 horas de música em Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Donizete Bonifácio veio de Curitiba para garantir a afinação de mais de 20 pianos que serão usados no evento Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Por oito anos, o pianista Miguel Proença percorreu o Brasil em turnês com foco em popularizar seu instrumento, entre concertos e aulas. Em 2016, conheceu Joinville, o Festival de Dança e sua criadora, a produtora cultural Albertina Tuma. Foi quando sonhou com um projeto que começa a ser realizado nesta quarta-feira, 19, quando começa a primeira edição do Pianíssimo. O evento tem o objetivo de colocar Joinville também no mapa da música no Brasil, com uma programação intensa de apresentações gratuitas de astros e estrelas de piano, entre nomes nacionais, internacionais e regionais

Serão pelo menos 72 horas de concertos. Se acontecesse ininterruptamente, a programação garantiria três dias inteiros de música. Ainda que não seja esta a situação, a cidade será preenchida pelo som dos pianos em uma experiência igualmente intensa, já que, nos cinco dias de festival, as apresentações ocorrem não só no Teatro Juarez Machado, mas também em shopping centers, praças, escolas de música, restaurantes, salões de beleza e galerias de arte. 

— O objetivo era democratizar o piano, que é um instrumento mais elitista. Então, colocar na praça, nas escolas de música, é uma forma de cumprir esse objetivo — analisa Albertina.  

O sonho de Miguel Proença é colocado em prática por Albertina e pelo produtor cultural Carlos Branco, de Porto Alegre, que já tinha parceria com a joinvilense em outros eventos. Há dois anos, o trio começou a idealizá-lo e um grupo de trabalho foi criado para planejar o Pianíssimo, entre definir a programação e as formas de viabilizá-lo. A primeira edição ocorre principalmente pela captação de recursos via Lei Rouanet, além de uma parcela de apoios diretos de empresas de Joinville e região. Com isso, a democratização aos concertos é garantida também pela gratuidade total de toda a programação — as apresentações no Teatro Juarez Machado eram as únicas que dependiam de reserva de ingresso, e todas ficaram lotadas rapidamente.

— Fiquei impressionada com a procura das pessoas pelos ingressos. A cada vez que um novo lote de ingressos era disponibilizado, ele “evaporava” — conta Albertina. 

 JOINVILLE,SC,BRASIL,17-09-2018.1º Pianíssimo de Joinville.Albertina Tuma e Carlos Branco.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Albertina Tuma e Carlos Branco são os responsáveis pela produção do eventoFoto: Salmo Duarte / A Notícia

Mais de 20 pianos serão usados durante estes cinco dias, entre instrumentos que já pertencem aos locais de apresentação e outros que foram disponibilizados por uma empresa apoiadora. Para afiná-los, um profissional de Curitiba veio à cidade: o técnico Donizete Bonifácio, que tem no currículo a afinação do piano de Elton John e de James Taylor quando eles fizeram shows no País, cuidará de todos os instrumentos, que precisam passar por nova afinação após cada apresentação.

Entre os astros do piano que visitam Joinville para o I Pianíssimo, estão o brasileiro Cristian Budu e a ucraniana Valentina Lisitsa. Os joinvilenses terão a oportunidade de assistir estes espetáculos gratuitamente. Carlos Branco compara os valores dos ingressos para um concerto como o da ucraniana — sucesso das redes sociais pela intensidade de suas apresentações —  que em outros lugares do mundo custa em média U$ 150. 

— No momento atual, o Ministério da Cultura não consegue repassar valores diretamente para promoção de eventos, então a Lei Rouanet é o melhor caminho. Então, imagine, 35 pianistas tocando na mesma cidade durante cinco dias, em apresentações de graça, e 1.500 crianças de escolas públicas recebendo a aulas sobre a história do piano, tudo isso foi viabilizado — explica Branco. 

Pianíssimo - Crsitian Budu
O brasileiro Cristian Budu é considerado uma revelação da música brasileiraFoto: Divulgação / Divulgação

Cristian Budu abre a programação

A abertura do I Pianíssimo ocorre nesta quarta-feira, às 19h30min, quando o paulista Cristian Budu sobe ao palco do Teatro Juarez Machado. Aos 30 anos, Cristian já é um dos expoentes de sua geração. Ele recebeu o Grande Prêmio no conceituado Concurso Internacional de Piano Clara Haskil, na Suíça, quando tinha apenas 25 anos. Na sequência, a fluminense Bianca Gismonti, filha do pianista, violinista e compositor Egberto Gismonti, mostra sua arte, no mesmo palco, com o BG Trio.

Nos próximos dias, a programação continua no Teatro Juarez Machado e nos palcos abertos pela cidade. Nos dias 21 e 22 de setembro, a Praça da Bandeira, no Centro de Joinville, receberá o Piano na Praça. Já no dia 23, a partir das 11h, músicos que se inscreveram pelo site do evento e que foram selecionados por Miguel Proença, se apresentam no palco livre Vany Knoll, na Casa do Capitão.

Entre as contrapartidas sociais estão a apresentação de um concerto ao ar livre para alunos de uma escola pública de Joinville, na sexta-feira; e uma master class (aula dada por um especialista) para professores e alunos avançados oferecida por Miguel Proença também no dia 21 de setembro, às 10h, no Teatro Juarez Machado.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBasquete Joinville estreia nesta segunda-feira contra o Botafogo https://t.co/be6DnzbS3a #LeianoANhá 4 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaOuro no Pan-Americano, Franck Caldeira foi o grande campeão da Corrida 62BI Joinville neste domingo https://t.co/j8FIdWG5o8 #LeianoANhá 10 horas Retweet
A Notícia
Busca