Turismo de eventos em Joinville cresce 15% no primeiro semestre  - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Economia07/08/2018 | 09h15

Turismo de eventos em Joinville cresce 15% no primeiro semestre 

Índice se refere ao primeiro semestre de 2018 em Joinville comparado com igual período do ano passado

Turismo de eventos em Joinville cresce 15% no primeiro semestre  Juliano Cruz/Divulgação
Foto: Juliano Cruz / Divulgação

O turismo de eventos em Joinville registrou crescimento de 15% no primeiro semestre de 2018 com relação ao mesmo período do ano passado, quando considerados os resultados do Centro de Convenções e Exposições Expoville - o maior do gênero no Sul do Brasil e principal receptor de eventos do município. A estimativa é de que mais de 45 mil pessoas passaram pelo local entre janeiro e junho somente em congressos, feiras e palestras, gerando um reflexo direto de, pelo menos, R$ 50 milhões na cidade.

De acordo com Luciano Coradi, diretor comercial da Expoville, essa movimentação econômica é abarcada por diversos setores que vão além dos próprios eventos. Isso porque envolve gastos nos setores de hotelaria, transporte, gastronomia, comércio, produtos e serviços. A base para o cálculo é o gasto médio diário de turistas de negócios no Estado, de quase R$ 350 por pessoa, conforme validação do Joinville e Região Convention & Visitors Bureau - entidade que trabalha para promover a cidade como destino para eventos nacionais.

Ainda segundo Coradi, os fatores determinantes para Joinville na disputa de grandes eventos com outras promotoras na região Sul, como Porto Alegre, Gramado, Curitiba, Florianópolis e Foz do Iguaçu, vão da localização privilegiada, do destaque industrial e da própria cultura germânica.

As condições de infraestrutura disponíveis são apontadas por Giorgio Augusto de Souza, executivo do Convention & Visitors Bureau, como reforço importante na captação e apresentação da cidade para os organizadores de feiras e congressos.

- Nosso primeiro ponto forte é a infraestrutura, na qual temos 6,2 mil leitos de hospedagem que comportam os grandes eventos; depois, o como chegar, porque temos oito voos diários que conseguem atender a essa demanda. Outros pontos importantes são a nossa proposta de valor, que é mais atrativa que a de alguns dos grandes centros, e o fato de termos onde realizar esses congressos nacionais, que é o caso da Expoville - destaca.

E esse trabalho construído ao longo dos anos parece estar dando resultado. Dos eventos realizados em 2018, no espaço de mais de 11 mil metros quadrados são destacados a captação do Congresso Brasileiro de Apicultura (Conbrapi), de Meliponicultura e a reunião anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular (SBBq), que somados, reuniram cerca de cinco mil participantes. O balanço também inclui eventos já tradicionais como a Expogestão, que atraiu cerca de 6,6 mil participantes, e a Exposuper (Feira de Produtos, Serviços e Equipamentos para Supermercados e Convenção Catarinense de Supermercadistas).

Avanço deve continuar

 JOINVILLE,SC,BRASIL,26-01-2017.Expoville.(Foto:Salmo Duarte/Agência RBS,Geral)
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

O Complexo Expoville foi responsável por abrigar 39 ações nos últimos seis meses, entre congressos, feiras, exposições, shows e palestras, além dos demais serviços e ações de lazer que acontecem tradicionalmente no local. A quantidade é maior que a média do período nos últimos anos, de cerca de 30 atividades. Conforme Luciano Coradi, diretor comercial da Expoville, a projeção é de manter o patamar de crescimento no segundo semestre e nos anos seguintes.

- Esse 'boom' vem desde a estruturação da Expoville, em 2013. Acreditamos que nos próximos quatro a cinco anos ainda tenhamos uma crescente na movimentação de eventos em Joinville. Depois desse período, a expectativa é de que a quantidade se estabilize - aposta ele.

Em 2017, os resultados já foram favoráveis, quando foram contabilizados 170 eventos, com movimentação financeira estimada em R$ 160 milhões para o município. No entanto, o valor refere-se, exclusivamente, à arrecadação direta com o turismo. Isso porque, quando considerada a movimentação comercial dos negócios gerados pelos eventos, a cifra estimada alcançou R$ 1 bilhão.

 
A Notícia
Busca