Bebê que caiu da janela do terceiro andar de prédio em Jaraguá do Sul segue na UTI - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Acidente04/06/2018 | 10h35Atualizada em 04/06/2018 | 15h49

Bebê que caiu da janela do terceiro andar de prédio em Jaraguá do Sul segue na UTI

Menino de um ano passou por neurocirurgia neste domingo e permanece sedado no Hospital Jaraguá

Bebê que caiu da janela do terceiro andar de prédio em Jaraguá do Sul segue na UTI Kleber Pizzamiglio/NSC TV
Menino caiu do terceiro andar de prédio residencial na sexta-feira em Jaraguá do Sul Foto: Kleber Pizzamiglio / NSC TV

O bebê de um ano e um mês que caiu da janela do prédio onde mora, em Jaraguá do Sul, segue em estado grave de saúde na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Maternidade Jaraguá (HMJ). O acidente com a criança foi registrado na manhã da última sexta-feira, 1º de junho, na rua Luiz Sarti, no bairro Nereu Ramos.

De acordo com o Hospital Jaraguá, na noite de domingo, 3, o menino passou por outro procedimento de craniotomia (procedimento cirúrgico em que um retalho ósseo do crânio é temporariamente removido para dar acesso ao cérebro) - ele já havia passado por neurocirurgia no dia do acidente. Nesta segunda-feira, o bebê segue sedado e sem previsão de deixar a UTI.

O pequeno despencou de uma altura de aproximadamente nove metros, no terceiro andar de um prédio residencial, de acordo com os bombeiros voluntários do município. O bebê foi atendido no local pelos Bombeiros e pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU). No resgate ele estava inconsciente e com traumatismo craniano grave.

À Polícia Militar, a mãe da criança relatou que lavava a louça enquanto o filho brincava na sala quando ela escutou um barulho. Ao procurar o menino, percebeu que a criança havia subido no sofá próximo à janela e caiu da janela do apartamento. 

A Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso da Polícia Civil de Jaraguá do Sul informou que está colhendo informações sobre o caso, respeitando neste momento a família. Posteriormente, deverá ser feita perícia no local e os pais da criança deverão ser ouvidos informalmente "até com o intuito de eximi-los de qualquer responsabilidade errônea", aponta.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinville vai sediar fórum do desenvolvimento, indústria e meio ambiente da OAB/SC nesta quinta e sexta-feira… https://t.co/SW6rGpbbephá 46 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC anuncia novo treinador para a disputa da Copa SC https://t.co/44mdgEIhyv #LeianoANhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca