Celesc orienta consumidores sobre problemas na entrega da conta de luz - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Paralisação Nacional31/05/2018 | 14h56Atualizada em 31/05/2018 | 16h04

Celesc orienta consumidores sobre problemas na entrega da conta de luz

Problemas na entrega podem ocorrer por causa do desabastecimento de combustíveis no Estado

Celesc orienta consumidores sobre problemas na entrega da conta de luz Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia
A Notícia
A Notícia

Além dos transtornos para diversos setores da economia de Santa Catarina - e também do país -, a greve dos caminhoneiros pode prejudicar a entrega das faturas de energia elétrica. Após mapeamentos durante o período da paralisação - iniciada dia 21 de maio -, a Celesc informa que as agências regionais da empresa se reuniram nesta semana para traçar as próximas ações.  

Por causa das consequências das paralisações, como o desabastecimento de combustíveis e insumos, a Celesc alerta para um possível comprometimento na entrega das faturas de energia elétrica nos próximos dias. Caso os consumidores tenham problemas no recebimento, a empresa disponibiliza o serviço gratuito de envio das contas por e-mail. 

Para receber a fatura pelo correio eletrônico, o usuário deve acessar a agência virtual da Celesc e realizar o cadastro. Acesse clicando aqui

Outra alternativa é solicitar a segunda via da conta pelo aplicativo de celular da Celesc ou ainda por mensagem de texto. Nessa opção, basta enviar mensagem para o número 48196 com o texto "2via" e o número da Unidade Consumidora ou do CPF do titular da fatura. 

Já para informar sobre a falta de energia, os consumidores podem entrar em contato pelo telefone 0800-48-0196, enviar mensagem e texto para 48196 com a mensagem SEM LUZ + o número da Unidade Consumidora, via aplicativo da Celesc ou ainda pelo site. 

A falta de combustível também pode afetar alguns serviços da companhia, veja outras medidas adotadas pela Celesc neste período: 

As lojas de atendimento e Contact Center estão operando normalmente;
— Os demais serviços realizados por empresas terceirizadas continuam até que o estoque de combustível esteja disponível;
— A frota de veículos próprios da Celesc só será usada em serviços comerciais nos casos de emergência, como, por exemplo, fazer a ligação de um hospital ou clínica;
— A Celesc vem conseguindo o abastecimento a diesel de 350 caminhonetes e 40 caminhões pesados, destinados a atendimentos de emergência e com reserva disponível para, aproximadamente, mais dois dias;
— Os desligamentos programados seguem a agenda até que as empreiteiras tenham combustível e livre circulação, ou seja, em locais sem barreiras.

Leia também: 

Abastecimento de gasolina deve ser normalizado até sexta-feira em Joinville, diz Sindipetro 

Consumidores fazem filas para abastecer em postos de combustíveis de Joinville 

Gás de cozinha começa a chegar em SC, diz sindicato 

Greve dos caminhoneiros impacta no movimento da rodoviária de Joinville 

Ceasa de Joinville esgota estoque de alimentos nesta quarta-feira

 
A Notícia
Busca