Apesar de melhora, Aeroporto Hercílio Luz segue com pior índice de satisfação do país - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

 

Em baixa com passageiros25/04/2018 | 17h10Atualizada em 25/04/2018 | 17h10

Apesar de melhora, Aeroporto Hercílio Luz segue com pior índice de satisfação do país

Levantamento trimestral  da Secretaria Nacional de Aviação Civil engloba os 20 maiores terminais brasileiros

Apesar de melhora, Aeroporto Hercílio Luz segue com pior índice de satisfação do país Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

Apesar de leve melhora, o Aeroporto Hercílio Luz continua com a pior nota em relação à satisfação dos passageiros entre os 20 maiores aeroportos do país. No primeiro trimestre deste ano, o índice de satisfação geral foi de 3,58 - a escala vai de 1 a 5. O terminal foi incluído na pesquisa nos dois últimos meses do ano passado, quando teve nota 3,51. 

Mesmo com o acréscimo, o aeroporto de Florianópolis ainda está abaixo da meta estabelecida pelo governo federal, que é de nota 4. A pesquisa, que é realizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério dos Transportes trimestralmente, foi divulgada nesta quarta-feira. 

Além do Hercílio Luz, o único aeroporto que ficou abaixo da meta foi o de Vitória, no Espírito Santo, com 3,8. As melhores notas foram de Curitiba e Campinas, empatados com 4,63. No total, a média do país foi de 4,30.

Em Florianópolis, as piores avaliações foram em relação ao custo-benefício dos produtos alimentícios, 2,65; e o custo-benefício do estacionamento, 3,08. A insatisfação dos usuários do Hercílio Luz aparece também quando o assunto é disponibilidade de tomadas, de sanitários e de assentos na sala de embarque. Um dos pontos que teve uma significativa melhora foi o wifi, que saltou de 1,46, pior item no último levantamento, para 3,58.

Entre os 38 indicadores pesquisados, 17 alcançaram a meta no Hercílio Luz. O quesito cordialidade dos funcionários da imigração teve a melhor avaliação dos usuários, com nota 4,67, seguido da qualidade da informação nos painéis das esteiras de restituição de bagagem, com 4,66. Tempo de fila de espera na aduana e no check-in (autoatendimento) também aparecem entre os itens com melhor avaliação. 

O aeroporto em Florianópolis passou por uma troca de administração neste ano. A concessionária Floripa Airport assumiu o controle do espaço em 3 de janeiro deste ano, antes a administração era da Infraero. 

— Apesar de ver avanços nos nossos esforços, nós obviamente não estamos felizes com a nossa posição na pesquisa SAC. Continuaremos, portanto, a trabalhar duro para melhorar experiência dos nossos passageiros e a partir de julho vamos surpreende-los com mais um novo produto que hoje não existe neste terminal — afirma Tobias Markert, CEO da Floripa Airport, em nota. 

A concessionária diz que neste mês iniciou a reforma dos banheiros e estacionamento. No total, serão investidos R$ 5 milhões "para minimizar os efeitos da insuficiência do atual terminal, que tem capacidade para 2 milhões de passageiros por ano e recebe o dobro deste número".

A empresa, no entanto, acredita que a mudança de patamar no conforto e qualidade de atendimento aos passageiros é uma conquista de longo prazo, que provavelmente só será alcançada com a construção do novo terminal, previsto para começar a operar até outubro de 2019 e onde estão sendo investidos R$ 550 milhões. 

O que é a pesquisa

Trimestralmente, desde 2013, o Ministério dos Transportes divulga o resultado da avaliação dos principais aeroportos em relação à satisfação dos passageiros com base em 38 quesitos de infraestrutura, atendimento, serviços, itens de gestão, além da satisfação geral, com notas entre 1 e 5, sendo 1 "muito ruim" e 5 "muito bom". 

Confira as notas dos aeroportos participantes da pesquisa:

Curitiba 4,63
Campinas 4,63
Confins 4,62
Natal 4,56
Manaus 4,41
Recife 4,41
Brasília 4,40
Goiânia 4,38
Santos Dumont 4,36
Guarulhos 4,36  
Congonhas 4,36  
Porto Alegre 4,35
Maceió 4,34
Salvador 4,29
Galeão 4,23
Fortaleza 4,16
Cuiabá 4,15
Belém 4,12
Vitória 3,80
Florianópolis 3,58

Leia as últimas notícias no Diário Catarinense


 
A Notícia
Busca