Morador conta como resgatou o sobrevivente da queda de helicóptero em Joinville - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

 

Sequestro de aeronave09/03/2018 | 10h06Atualizada em 09/03/2018 | 15h21

Morador conta como resgatou o sobrevivente da queda de helicóptero em Joinville

Osni Geraldi teve o muro de sua casa atingido pela aeronave e relata os detalhes que viu do acidente

Morador conta como resgatou o sobrevivente da queda de helicóptero em Joinville Salmo Duarte/A Noticia
Osni Geraldi conta que usou, juntamente com funcionários, oito extintores para apagar as chamas do helicóptero Foto: Salmo Duarte / A Noticia

O morador da casa, cujo muro foi atingido pelo helicóptero na última quinta-feira em Joinville, trabalhava na olaria que fica em frente a residência quando a aeronave caiu. Ele viu o momento em que o helicóptero bateu no solo e ajudou a tirar o sobrevivente das ferragens.

Osni Geraldi, 54 anos, ouviu o barulho e observou o helicóptero caindo. Segundo ele, parecia que o piloto havia perdido o controle e a aeronave caiu quase na posição vertical.

Ele saiu correndo para ajudar as vítimas e avistou uma delas consciente ainda dentro da aeronave. Dois estavam inconscientes e um outro também foi visto, mas o fogo tomou conta do avião antes de poder ser salvo.

— Um deles estava consciente e com cinto. Nós tiramos o cinto e tentamos tirar, mas ele estava com a perna presa. Quando vimos que ia pegar fogo, puxamos e ele até machucou a perna. Conseguimos arrastar ele uns metros e o helicóptero pegou fogo. Infelizmente, morreram pessoas inocentes — relata.

O morador também conta que não ouviu nenhum barulho de tiros antes da aeronave cair. O fogo começou na parte de trás e ele, juntamente com funcionários, usaram oito extintores para apagar as chamas.

 JOINVILLE,SC,BRASIL,09-03-2018.Policia Federal e Cenipa, estiveram no local para fazer à pericia do helicóptero que caiu na Servidão Adenilda Roeder,bairro Paranaguamirim.Maria Rosa de Souza.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Susto para vizinhos 

A dona de casa Maria Rosa de Souza é vizinha de Osni, mas não estava em casa no momento da queda do helicóptero. Ela tinha saído para uma consulta médica e deixou o filho Ricardo sozinho com as portas trancadas. O rapaz é cadeirante e estava na cama quando ocorreu o acidente.

Ele acompanhou tudo pelas câmeras de segurança da residência. Conseguiu ver o helicóptero caindo e o fogo tomando conta da aeronave. Ele ficou assustado até que um policial bateu na porta perguntando se havia alguém em casa. Ele conseguiu arrombar e entrar para tirar Ricardo do local.

— Nós ficamos nervosos porque nunca imaginamos que isso aconteceria em frente de casa — conta a mãe.

Segundo Maria, ela soube do acidente por volta das 16 horas, mas não sabia o local exato onde havia caído o helicóptero. Ela descobriu apenas quando retornou para casa. Na manhã desta sexta-feira, pedaços da aeronave ainda estavam no terreno, que estava com parte isolada pela perícia.

A moradora conta que uma das armas que estavam no helicóptero caiu dentro do terreno, próximo ao muro. Ela foi retirada pelo Instituto Geral de Perícias ainda na quinta-feira.

Leia Mais

Veja o que já se sabe sobre o sequestro do helicóptero Joinville

Polícia civil confirma que o helicóptero foi alvo de sequestro

Polícias Civil e Federal investigarão plano de resgate de preso por helicóptero em Joinville

 
A Notícia
Busca