Maior painel brasileiro da vida marinha é pintado no Projeto Toninhas em São Francisco do Sul - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Projeto Toninhas27/03/2018 | 11h39Atualizada em 27/03/2018 | 11h58

Maior painel brasileiro da vida marinha é pintado no Projeto Toninhas em São Francisco do Sul

Alexandre Huber supera sua marca e cria mural com cerca de 270m² retratando a fauna marinha do litoral catarinense

Maior painel brasileiro da vida marinha é pintado no Projeto Toninhas em São Francisco do Sul Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

O artista plástico de reconhecimento internacional, Alexandre Huber, finalizou  a pintura de um mural de aproximadamente 270 m² na Univille, em São Francisco do Sul. O painel retrata em tamanho real mais de 15 animais da fauna marinha catarinense.

A pintura foi feita no prédio da Unidade de Estabilização de Animais Marinhos, onde opera uma das bases do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP/BS). Lobos-marinhos, a tartaruga-verde e tartaruga-cabeçuda, o boto-cinza e aves, como o pinguim, a gaivota e o albatroz, compõe o painel, que também traz referências do ambiente costeiro, como o manguezal e o costão rochoso. 

A toninha, estrela principal do Projeto, ganha um espaço especial, figurando na entrada do Espaço Ambiental Babitonga (ESAB), local onde são realizadas diversas atividades de educação ambiental e que fica junto ao prédio da Unidade de Estabilização. 

O ESAB já recebeu mais de 42 mil visitantes, que puderam conhecer o museu, a trilha ecológica e as ações do Projeto Toninhas, que conta com patrocínio Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Membro da Ocean Artist Society (USA) desde 2015, o artista plástico já criou mais de 50 painéis em todo país, sendo que seu recorde havia sido registrado no Balneário Piçarras, também no estado catarinense, com uma pintura de 210 m².

Huber comenta que o trabalho tem sido intenso, mas recompensador. 

- Atingir um marco como esse me deixa muito feliz, mais ainda por estar ao lado de profissionais responsáveis e engajados como os do Projeto Toninhas. Estou honrado em fazer parte da luta pela conservação do mamífero marinho mais ameaçado da costa brasileira. É nossa missão proteger as toninhas para evitar o risco da sua extinção - declara o artista, que completa dizendo que sempre buscou que sua arte tivesse uma função socioambiental.

Alexandre Huber veio ao Projeto Toninhas em caráter voluntário. A tinta e os materiais de pintura foram disponibilizadas pelos apoiadores do artista. Além das atividades artísticas e educativas, Huber participou de um passeio pela Baía Babitonga para conhecer de perto a única população tipicamente estuarina de toninhas no Brasil.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEm meio à crise, JEC busca vitória para respirar na Série C https://t.co/TWFXNZk2br #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaNSC TV apresenta especial Um Sonho na Nossa Santa Catarina neste sábado https://t.co/nP2H6h78Bj #LeianoANhá 7 horas Retweet
A Notícia
Busca