Duplicação de Eixo Industrial em Joinville ainda não tem prazo  - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Infraestrutura28/02/2018 | 09h32Atualizada em 28/02/2018 | 17h36

Duplicação de Eixo Industrial em Joinville ainda não tem prazo 

Onze meses após o Estado lançar edital sobre a obra na zona Norte da cidade, restauração da rodovia aguarda liberação de financiamento e não tem data de execução

Duplicação de Eixo Industrial em Joinville ainda não tem prazo  Salmo Duarte/A Notícia
Acesso para quem vem da BR-101 em direção ao Distrito Industrial, rodovia A101A é a principal estrada para cerca de 200 empresas abrigadas no bairro Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Prometida duas vezes em diferentes acordos nos últimos três anos, a duplicação do eixo industrial de Joinville ainda aguarda pelas obras que tornarão a estrada menos tortuosa. Em abril, completará um ano da assinatura do edital de licitação pelo governador Raimundo Colombo.

A expectativa era de que a restauração e o aumento da capacidade da rodovia A101A ? composta pela rua Hans Dieter Schmidt e avenida Edgar Nelson Meister, que servem de acesso da BR-101 ao Distrito Industrial ? começasse no segundo semestre de 2017. No entanto, enquanto não há liberação do financiamento, o edital lançado em julho do ano passado para contratar a empresa executora das obras ainda não foi aberto e não há prazo para que o problema seja resolvido.

Segundo o engenheiro da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Ivan Amaral, responsável pelas obras em Joinville, a intenção é realizar em breve os projetos já licitados, mas não há novidades a respeito da fonte de recursos que possibilitará a execução da renovação da pista e da duplicação da estrada. O momento é de reestruturação na pasta, com a saída do secretário Luiz Fernando Vampiro e o adjunto, Paulo França, assumindo a Secretaria de Infraestrutura.

 JOINVILLE,SC,BRASIL,27-02-2018. Rodovia A 101A mais conhecida como eixo industrial ou rua Hans Dieter Schmidt,espera por obras.Acostamento da rodovia está em pessimas condições.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

FALTA DE MANUTENÇÃO

Há 11 meses, o AN realizou o percurso de 5,7 quilômetros entre a BR-101 e o trevo de acesso às universidades, no fim da avenida Edgar Meister, e contou pelo menos 27 buracos só nos primeiros 3,5 quilômetros do trajeto. Desde então, serviços de manutenção têm sido realizados, com operação tapa-buracos, mas não são suficientes para garantir a qualidade da pista por onde passam, diariamente, cerca de 20 mil veículos ? entre eles, muitos caminhões de carga em direção a uma das mais de 200 empresas localizadas no bairro.

Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br

- Pode-se dizer que 20% do PIB de Joinville passa por ali, não só para escoamento de produção, mas para recebimento de matéria-prima. A má qualidade da pista causa prejuízos na logística das empresas-  avalia o presidente da Associação Empresarial de Joinville (Acij), Moacir Thomazi.

A entidade fez pedido de audiência com o governador Eduardo Pinho Moreira assim que ele assumiu o Governo do Estado, há pouco mais de 10 dias, com a intenção de discutir o assunto, entre outros temas. Até agora, não recebeu resposta com uma possível agenda. Segundo Thomazi, o assunto já foi discutido com Pinho informalmente quando ele visitou Joinville na semana passada. Ele recorda que, em 2015, ocorreram trâmites para que a obra fosse executada em parceria com as empresas de Joinville.

Foi a primeira promessa, com assinatura de autorização para que as empresas fizessem o repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) diretamente para a realização das obras, com o Governo do Estado entrando como responsável pela contratação do projeto ? o convênio foi cancelado por Colombo, que chegou a afirmar que custearia as obras com recursos da fonte 100 (caixa próprio do Estado). Agora, a obra passou a ser do financiamento via Banco do Brasil, mas não há data para a negociação por esta linha de crédito.

CONTRAPONTO

A reportagem também tentou contato com a assessoria da Secretaria do Estado de Infraestrutura para saber sobre os prazos da obra, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Falta de manutenção no eixo industrial de Joinville expõe buracos da rodovia

Orçamento para duplicar acesso ao Eixo Industrial é de R$ 50,4 milhões

Eixo Industrial de Joinville espera há três meses por edital de duplicação

Colombo assina edital de licitação para duplicação do Eixo Industrial de Joinville

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem é preso por falsa comunicação de roubo em Guaramirim https://t.co/Zd6R0PvtrF #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia8ª Night Run Joinville registrou recorde de participantes neste sábado https://t.co/nfZDxvjr1D #LeianoANhá 15 horas Retweet
A Notícia
Busca
Imprimir