Prefeituras buscam recursos federais para recuperar danos com as chuvas em SC - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Apoio para a reconstrução18/01/2018 | 21h55Atualizada em 18/01/2018 | 22h02

Prefeituras buscam recursos federais para recuperar danos com as chuvas em SC

Florianópolis e Blumenau estimam R$ 60 milhões de prejuízo na infraestrutura

Prefeituras buscam recursos federais para recuperar danos com as chuvas em SC Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Rua Nildo Nepomuceno, no bairro Ingleses, em Florianópolis, alagada na manhã desta quinta-feira Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

As prefeituras de Florianópolis e Blumenau estimam em quase R$ 60 milhões os prejuízos em infraestrutura provocados pelas chuvas nos últimos dias — R$ 54 milhões na Capital e R$ 5,4 milhões no município do Vale. Os valores ainda são projeções porque um levantamento mais geral precisa ser feito em até sete dias depois de registrado o evento e decretada a situação de emergência. É essa prévia que embasa o formulário para homologação do governo do Estado e reconhecimento do governo federal. Em Florianópolis, a homologação estadual aconteceu ontem e deve ser publicada no Diário Oficial hoje.

A Secretaria de Infraestrutura da Capital trabalha agora no detalhamento dos estragos e custos para recuperação, que deve ser finalizado até segunda-feira. Já se sabe que cerca de R$ 48 milhões serão destinados à infraestrutura urbana, incluindo seis pontes parcial ou totalmente danificadas, 85 ruas totalmente danificadas (pavimento e drenagem) e sistema geral de canais e galerias de drenagem.

Outros R$ 4 milhões vão para a recuperação e reconstrução das unidades de ensino que tiveram algum estrago por conta das fortes chuvas. Quase 100 creches e escolas de ensino fundamental foram afetadas, conforme a Secretaria da Educação, com estragos como telhados e calhas quebradas, infiltrações, mobiliários molhados e umidade dentro das salas de aula provocada pelo acúmulo de água.

O governo estadual já ajudou com R$ 3 milhões emergenciais, liberados logo após a enxurrada da semana passada, e mais R$ 200 mil em itens de assistência humanitária. O restante deve vir da União.

— Até semana que vem a gente encerra o detalhamento e envia para a Secretaria Nacional de Defesa Civil, que vaia analisar todas as metas das nossas demandas. Da última vez que pedimos auxílio, na ressaca que atingiu as praias, em 20 dias o dinheiro já estava garantido. Aí teremos 180 dias para executar os serviços — explica o diretor da Defesa Civil de Florianópolis, Luiz Eduardo Machado.

Em Blumenau a prefeitura também ainda trabalha na contabilização total dos danos, que estão concentrados em vias públicas, escolas e outros prédios públicos. Conforme o diretor da Defesa Civil Adriano da Cunha, o cálculo dos R$ 5,4 milhões é feito com base em tabelas e preços dos governos municipal e estadual:

— No caso de um calçamento danificado, por exemplo. Se tira a metragem afetada e vê quanto o município paga para construir um metro quadrado. Aí se calcula a estimativa, tendo um valor aproximado para o processo da situação de emergência.

Na cidade do Vale do Itajaí, os recursos devem vir todos do governo federal.

*Colaborou Leonardo Gorges

Leia mais:

Prefeitura de Florianópolis estima prejuízo de R$ 54 milhões em função das chuvas

Previsão aponta chuva forte na Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Norte de SC

 
A Notícia
Busca