SC tem quatro dos dez lugares mais sustentáveis para curtir o verão. Saiba quais são - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Verão26/12/2017 | 11h34Atualizada em 26/12/2017 | 11h34

SC tem quatro dos dez lugares mais sustentáveis para curtir o verão. Saiba quais são

Estado é referência em certificação que tem respaldo das Nações Unidas

SC tem quatro dos dez lugares mais sustentáveis para curtir o verão. Saiba quais são Cristiano Estrela/Agencia RBS
Praia Grande, em Governo Celso Ramos, está na lista Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Santa Catarina começa a temporada de verão com quatro locais com o selo Bandeira Azul, título de programa internacional de certificação ambiental para praias, marinas e embarcações. A Praia Grande, em Governador Celso Ramos, e a Lagoa do Peri, em Florianópolis foram aprovados por mais um ano, além da marina Iate Clube de Santa Catarina, na Capital. A novidade deste ano é que o Estado teve a primeira embarcação sustentável aprovada na América Latina, da operadora Água Viva Mergulho, também da Capital. Das dez bandeiras no Brasil para esta temporada, quatro estão hasteadas no Estado. 

E a expectativa é que este número suba ainda mais na próxima temporada. A coordenadora nacional Bandeira Azul no Brasil, Leana Bernardi, lembra que Balneário Camboriú tem três praias na fase piloto, a Praia do Estaleiro, Estaleirinho e Taquaras, e que podem receber a certificação em 2018. Além disso, é possível que Governador Celso Ramos consiga certificar novamente a praia de Palmas - que perdeu a bandeira no ano passado pelo critério de balneabilidade. O município inscreveu outras duas praias no projeto piloto: Magalhães e Baía dos Golfinhos. 

Segundo Leana, as cidades de Balneário Piçarras e Bombinhas também estão em negociação, inclusive já receberam visitas e relatórios da entidade, porém ainda não definiram as praias que devem fazer parte do programa. Para uma praia receber a classificação da Bandeira Azul, a prefeitura precisa encaminhar a solicitação e então entrar no projeto piloto. Serão dois anos para o local cumprir todos os critérios do programa. Depois passará por uma avaliação nacional e internacional.A coordenadora reforça o protagonismo de SC nas certificações, além da importância para o turismo na região:

_ É uma característica do Estado investir mais em turismo. Temos tido sempre boa aceitação dos municípios. Nosso verão em SC é super concorrido e as pessoas vêm e encontram muitas praias com problemas. Esse público que vem de longe e vai ficar mais tempo procura um diferencial e essa certificação pode dar esse diferencial. E o público do exterior também dá muito valor para ações de cuidados do meio ambiente, sustentabilidade e educação ambiental. Então a certificação coloca esses lugares na vitrine mundial.

Para Leana, a expectativa é que mais praias e marinas catarinenses participem do programa, até porque a sede da empresa é no Estado. Além disso, como mudou a gestão dos municípios, é um período para novos projetos.

Sobre a certificação da embarcaçação sustentável, Leana lembra que essa modalidade iniciou mundialmente no ano passado com 30 empresas e neste ano foram 70 aprovadas.

_ É bem importante para o público, principalmente para o público europeu que conhece mais a certificação, sentir a tranquilidade de ter aqui empresas no mesmo nível que eles conhecem lá _ acrescenta. 

Por dentro da certificação

A Bandeira Azul é uma certificação com respaldo da ONU, Organização Mundial de Turismo, Organização Mundial de Saúde e Ministérios do Turismo e do Meio Ambiente nacional, e comprova que o lugar tem um projeto de sustentabilidade para manter as características de um bom lugar para curtir o verão. O programa faz certificações em três categorias: praias, marinas e embarcações de turismo. E tem como base quatro pontos fundamentais: qualidade da água, segurança, gestão e educação ambiental.

O Programa Bandeira Azul iniciou na França em 1985 e em 2004 chegou ao Brasil. O programa é gerido pela ONG Fundação para Educação Ambiental (Foundation for Environmental Education - FEE ) e no Brasil pelo Instituto Ambientes em Rede, de Florianópolis.

PONTOS APROVADOS PARA A TEMPORADA 2017/2018

Praias
Praia Grande - Governador Celso Ramos/SC
Lagoa do Peri - Florianópolis/SC
Praia do Tombo - Guarujá/SP
Prainha - Rio de Janeiro/ RJ
Praia de Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe, Ilha do Frade - Salvador/BA

 Marinas
Iate Clube de Santa Catarina (sede centro) - Florianópolis/SC
Marina Costabella  - Angra dos Reis/RJ
Marinas Nacionais - Guarujá/SP
Marina Kauai - Ubatuba/SP

 Embarcações de Turismo Sustentável
Água Viva Mergulho - Florianópolis/SC


 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVÍDEO: Imagens mostram homem deixando o local do crime após morte de pai e irmã em São Bento do Sul https://t.co/ehliPPm6ab #LeianoANhá 5 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaComeça vistoria dos bombeiros nos Museus de Joinville https://t.co/zBCVLNox7T #LeianoANhá 6 horas Retweet
A Notícia
Busca