Delegado diz que Pizzolatti não foi levado à delegacia e flagrante não é mais possível - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Acidente no Vale do Itajaí21/12/2017 | 09h00Atualizada em 21/12/2017 | 10h31

Delegado diz que Pizzolatti não foi levado à delegacia e flagrante não é mais possível

Nenhuma ocorrência foi registrada na Polícia Civil até o momento e flagrante não é mais possível

Delegado diz que Pizzolatti não foi levado à delegacia e flagrante não é mais possível Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
Carro de Pizzolatti (no guincho) e o Fiat Mobi conduzido pelo jovem que se feriu gravemente Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina
Jornal de Santa Catarina
Jornal de Santa Catarina

Flagrado com sinais de embriaguez após se envolver em um grave acidente de trânsito na rodovia SC-421 entre Blumenau e Pomerode nesta quarta-feira à tarde, o ex-deputado federal João Pizzolatti está solto, ainda não se apresentou na delegacia e nem é considerado foragido. Ele também não pode mais ser preso em flagrante, segundo o delegado da Polícia Civil de Blumenau Douglas Roberto de Cinque.

Em entrevista ao repórter Eduardo Cristófoli, da NSC TV Blumenau, o delegado diz que até as 20h desta quarta não havia recebido a ocorrência da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), que registrou o fato. Cinque esclareceu também que Pizzolatti não está preso pois não foi levado até a delegacia pela polícia. Conforme relato da PMRv, o ex-deputado foi encaminhado pelos bombeiros até o Hospital Santa Isabel sem nenhuma escolta e, na unidade de saúde, recusou tratamento e saiu com familiares.

Embora não tenha se apresentado, o ex-deputado não é considerado um foragido pois a ocorrência nem chegou a ser registrada na Polícia Civil ainda. Caso ele se apresente, o delegado diz que um inquérito policial será instaurado e a investigação ocorrerá normalmente, com depoimentos dos envolvidos e apuração dos fatos. Se Pizzolatti for considerado culpado de algum crime no acidente, ele pode ser condenado a penas de até três anos.

O delegado destaca ainda que o correto na situação envolvendo um motorista embriagado, como aparentava estar o ex-deputado, seria o encaminhamento ao hospital com escolta da polícia e, após os cuidados de saúde, levá-lo até a Central de Polícia para os procedimentos.

Leia mais:

 Uma pessoa fica ferida em acidente envolvendo ex-deputado João Pizzolatti em Blumenau 

Advogado de Pizzolatti diz: "ele é dependente químico do álcool e vai ser internado"  

>
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira o obituário de 1, 2 e 3 de dezembro de 2018 https://t.co/PV6Lzm289T #LeianoANhá 7 diasRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona perde para o Tubarão e se despede do Campeonato Catarinense https://t.co/OOIQQoSgXs #LeianoANhá 10 diasRetweet
A Notícia
Busca