Trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau paralisam atividades - Geral - A Notícia

Versão mobile

Transporte16/11/2017 | 10h33Atualizada em 16/11/2017 | 10h33

Trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau paralisam atividades

Esta é a primeiro paralisação desde que a Blumob assumiu a operação do sistema

Trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau paralisam atividades Pamyle Brugnago / Jornal de Santa Catarina/Jornal de Santa Catarina
Trabalhadores do transporte coletivo paralisaram as atividades em Blumenau Foto: Pamyle Brugnago / Jornal de Santa Catarina / Jornal de Santa Catarina

Os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau cruzaram os braços e pararam as atividades às 9h desta quinta-feira. Esta é a primeira paralisação dos funcionários desde que a Blumob assumiu a operação do serviço, em julho deste ano. 

São duas paralisações programadas para esta quinta. A primeira começou às 9h e segue até as 11h. À tarde, outra parada: das 15h às 17h. Apesar do Sindetranscol, o sindicato que representa a categoria, ter avisado sobre a paralisação na tarde desta quarta-feira, muitos passageiros foram pegos de surpresa nos terminais. 

Dona Ida Ramos, 70 anos, passou a noite no hospital antes de pegar o ônibus que a levaria ao Terminal do Aterro e em seguida até a Itoupava Central. Mas bastou pisar no local para ser informada que nenhum ônibus sairia dali até as 11h.

— Agora vai ficar todo mundo aqui até 11h? Eu só vou chegar em casa perto do meio-dia. Eles deveriam avisar o usuário com bastante antecedência, porque não me falaram quando eu peguei ônibus ontem?  — reclama. Minutos depois da conversa, Dona Ida deu um jeito de acabar com a espera e conseguiu uma carona com uma colega.

Apesar de lamentar a espera até as 11h, a passageira Gabriela Rocha, 28 anos, apoia a paralisação.  Ela madrugou hoje, aguardava um ônibus no Terminal do Aterro e só  deve chegar em casa, no bairro Escola Agrícola, depois das 11h30min, mas dá razão ao movimento sindicalista

— É um direito deles. Já tiraram tantos o direitos de nós  trabalhadores que eles estão certos em lutar pelo deles — conclui.

Mais cedo, a Blumob emitiu nota oficial informando que ajuizou uma ação na Justiça do Trabalho "objetivando disciplinar o exercício da greve". Confira aqui a nota na íntegra.

Até o momento, o Seterb não informou se há ações programadas para minimizar possíveis impactos da paralisação dos trabalhadores do transporte coletivo.  

Leia mais:

Blumenau se destaca com programação de Natal

Três terminais de ônibus de Florianópolis custaram quase R$ 13 milhões e estão ociosos

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: "Financial Times" recomenda Joinville para investidores https://t.co/o2kDGfSKOv #LeianoANhá 21 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem é morto a caminho do trabalho em Joinville https://t.co/VsuPItKRTR #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca