Dagmara Spautz: Sem Ibama em Joinville, unidade de Itajaí deve ficar sobrecarregada - Geral - A Notícia

Versão mobile

 

Meio ambiente23/11/2017 | 18h25Atualizada em 23/11/2017 | 18h37

Dagmara Spautz: Sem Ibama em Joinville, unidade de Itajaí deve ficar sobrecarregada

Dez fiscais atuam hoje na unidade do litoral, que já responde por 40 municípios

Dagmara Spautz: Sem Ibama em Joinville, unidade de Itajaí deve ficar sobrecarregada Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

A desativação do escritório do Ibama em Joinville deve sobrecarregar o trabalho na unidade de Itajaí, que já responde por cerca de 40 municípios. Hoje são 10 fiscais para atender todas as cidades.

A principal demanda do Ibama na região é a pesca —  o maior polo pesqueiro do país, e há necessidade de fiscalização constante. Por isso, a única embarcação do órgão ambiental no Estado fica hoje atracada em Itajaí. 

A direção da unidade não quis comentar o caso. A coluna procurou a assessoria de imprensa do Ibama, em Brasília, mas não houve resposta até o fechamento desta edição.

Leia também: 

'Vamos tentar reverter a decisão', diz Acij sobre fechamento do Ibama



 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC reduzirá espaços da Arena para a torcida nos jogos da Copa Santa Catarina https://t.co/2GrFe2yV6R #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPolícia prende quadrilha que aliciava adolescentes para vender drogas no Norte de SC https://t.co/Ejoemc3WVp #LeianoANhá 8 horas Retweet
A Notícia
Busca